Olimpíadas, Passeios, Reflexão

Olimpíadas e Paralimpíadas – O que Vivi?

img_8131

Enquanto arrumava algumas coisas fora do lugar no meu quarto, peguei nos ingressos das Olimpíadas e das Paralimpíadas e me vi repensando momentos que vivi nos Jogos e é por isso que no post de hoje quero falar sobre as experiências que tive.

Enquanto todos estavam empolgados com as inscrições para se voluntariar ou trabalhar na “campanha” Rio 2016 eu confesso que estava pouco ligando. Eu estava vivendo um sonho, morando em Nova York então pouco pensava nas Olimpíadas e Paralimpíadas, porém no fim do mês de janeiro eu estava de volta ao Brasil. Por aqui a expectativa era grande, mas eu pouco me interessava ainda. Com a tocha chegando ao Brasil e os canais televisivos fazendo contagem regressiva para o inícios dos jogos, começou a despertar em mim uma vontadezinha de participar de alguma forma desse mega evento.

Já não dava mais para ser voluntária, para trabalhar também não havia tanta oferta então restava ser expectadora. Começamos, eu e minha irmã, a pesquisar preços e vimos cada valor absurdo que acabamos ficando desestimuladas, porém a apenas duas semanas do maior evento esportivo do mundo, a inquietude tomou conta e decidimos comprar qualquer esporte apenas para que pudéssemos ir.

Compramos Vôlei de Praia e Atletismo, e ficamos ansiosas esperando o dia, mas antes estávamos tão empolgadas que nas vésperas compramos Futebol Feminino e depois ainda compramos Pólo Aquático.

Vivi momentos maravilhosos, pude sentir a vibração de coisas boas que circundam os jogos, pude ver de perto atletas que quebram paradigmas diariamente e pude presenciar momentos memoráveis.

img_6892

Já para os Jogos Paralímpicos os ingressos estavam mais em conta, mas estávamos com alguns outros planos, como a viagem para Campos do Jordão, mas não queríamos perder essa emoção e foi por isso que quando um amigo nos convidou para assistir ao ensaio da cerimônia de abertura não hesitamos e aceitamos na hora e depois ainda conseguimos assistir a partidas de GoalBall.

E as Paralimpíadas foram ainda mais especiais, pude ver verdadeiros heróis, sem capas e quebrando todos os estereótipos que a sociedade impõe como verdades absolutas. Se nas olimpíadas eu pude aprender que sempre é possível superar, nas paralimpíadas eu percebi que sempre é possível SE superar.

img_8228

Não existe fraqueza se você não quiser que ela seja, existem apenas obstáculos que estão ali por apenas uma razão: serem transpassados.

O que eu senti nesses momentos na Rio 2016 foi algo que me deixou mais forte e que ninguém no mundo poderá tirar de mim. A ESPERANÇA sem dúvidas move o homem e o homem move o mundo.

E quem sabe não me movo em direção à Tóquio 2020? Quem sabe?!

 

Anúncios

2 comentários em “Olimpíadas e Paralimpíadas – O que Vivi?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s