Dicas, Dicas de Viagem, Viagens

Emirados Árabes aí vou eu!

 

12234930_918467154908623_6502147020175983990_n

Desde o último dia 03 de junho é possível entrar nos Emirados Árabes Unidos (EAU) sem precisar de visto, para nós brasileiros.

Esse acordo bilateral se aplica para viajantes a turismo, não para quem quer estudar ou trabalhar.

A partir de agora é possível visitar países como Abu Dhabi e Dubai sem precisar tirar um visto previamente. A ideia é fortalecer o as relações turísticas entre Brasil e EAU com o aumento do fluxo de turistas e de comercio exterior.

Essa isenção de visto é válida para visitas de até 90 dias no período de 12 meses e a única exigência a partir de agora é que os viajantes tenham em mãos um passaporte com validade para até 6 meses após a visita.

A Emirates já está apostando nesse aumento de viajantes e vai começar a operar mais 5 voos que passarão pelo Brasil. Esse aumento na oferta com o passar do tempo pode fazer o preço das passagens ficarem mais baratas, quem sabe?

E aí, bora arrumar as malas e #partiuemiradosárabes

Vai viajar?! Então comece sua viagem por aqui!!!

Quando você faz uma reserva aqui pelo blog, eu ganho uma pequena comissão, e você não paga nada a mais por isso, aliás muitas vezes paga até menos usando os descontos que eu consigo para vocês. 

Então reserve sua viagem por aqui e me ajude a continuar produzindo muito conteúdo!!!

Hotéis

Aluguel por Temporada

Seguro Viagem

Alugue seu Carro

Anúncios
Passeios, Rio de Janeiro, Viagens

Ilha Fiscal /RJ – Guia para um passeio pela História.

O Dia das mães foi dia de passeio em família e escolhemos a Ilha Fiscal como destino desse dia especial.

JHIU6947

A Ilha Fiscal foi cenário do famoso evento conhecido como “O último baile do Império”, ocorrido no dia 09/11/1989, apenas 6 dias antes da Proclamação da República.   E é por esse motivo que ela se tornou tão famosa, já que até então passava despercebida pelos já cariocas e toda a população da época.

O motivo para esse baile foi estreitar as relações entre Brasil império e o Chile, sendo assim um baile suntuoso em homenagem aos oficiais do navio chileno Almirante Cochrane. Há quem diga que o real motivo da festa foi uma tentativa de demonstração de poder contra a república que vinha em um movimento crescente.

Fato é que o baile foi requintado e se fosse nos dias atuais diríamos badalado, pela alta sociedade Brasileira. 2.000 mil pessoas foram convidadas ultrapassando o limite que comportava dentro dos salões, e por isso muita gente teve que ficar nos pátios do lado de fora.

LCQT2041

A Ilha Fiscal recebeu esse nome quando virou sede da aduana, ainda no Brasil Império. Foi o Imperador Dom Pedro II o responsável pela decisão da construção no estilo arquitetônico neogótico do mais novo posto alfandegário da época. Então a partir daí surgiu o nome de Ilha Fiscal, já que por lá passou a ser fiscalizado tudo que entrava e saia daqui. Até aquele momento a pequena ilha se chamava Ilha dos ratos, vocês devem imaginar o motivo né.

IMG_0791

A responsável pela Ilha é a Marinha do Brasil que recebeu o espaço em 1913 do Ministério da Fazenda.

Lá é possível apreciar de perto o belíssimo palacete, que é uma referência arquitetônica à época imperial do Brasil, com vitrais originais, pinturas artísticas misturadas a construção em pedras. Logo na primeira sala, será possível assistir a um vídeo onde é contado detalhes do último baile, como trajes da nobreza, decoração suntuosa, o menu com mais de 30 bebidas importadas e por aí vai. Visitar os belíssimos salões e o gabinete onde foram fechados acordos importantes, inclusive o acordo que foi acertado na noite do último baile, onde Brasil e Chile prometiam se ajudar na defesa de suas fronteiras contra ameaças de outros Países da América do Sul, é algo engrandecedor.

IMG_0777

Na Ilha poderemos nos transferir um pouco para o passado e respirar história e um pouco de conhecimento atual já que também é possível ver uma exposição que fala da perfuração em busca de petróleo e também um pouco do trabalho da marinha brasileira pelo mundo.

Como Chegar?

OPDO1355

O deslocamento até lá é feito de embarcação ou de van, caso o tempo não esteva favorável.

Esse transporte você pegará no Centro Cultural da Marinha na Praça XV.

Quanto Custa?

Os ingressos são vendidos somente no dia do passeio e custam R$30,00 a inteira e R$15,00 a meia.

O que inclui?

Além da visita e transporte à Ilha Fiscal, esse ingresso também dá direito a visitar o Centro Cultural da Marinha, onde é possível entrar em um submarino militar, uma corveta, um helicóptero e muito mais. Essa segunda parte do passeio nós não fizemos, pois já havíamos feito em outra ocasião.

A visita a Ilha Fiscal é guiada e todo o passeio dura cerca de 1:30 h.

Horários:

Os horários de saída são: às 12:30, 14 e as 15:30 e o embarque sempre acontece uns 20 minutos antes.

O passeio é muito interessante e é para a família toda!!!

MKCX0598

Para maiores informações: https://www.marinha.mil.br/dphdm/ilha-fiscal

Passeios, Rio de Janeiro, Viagens

Escadaria Selarón

No mesmo dia em que fui com minha irmã e duas amigas a Feira do Rio Antigo (se você ainda não leu esse post, precisa ler aqui), aproveitamos e demos uma esticadinha até a escadaria Selarón.

Eu já tinha falado dela aqui em um post, mas nunca havia visitado e agora mais do nunca acho que é um passeio bem legal que deve ser feito.

A escada é aquela atração! É um dos pontos turísticos mais visitados na zona Central do Rio de Janeiro.

Como fomos em um sábado a escadaria estava lotada, mas mesmo assim foi possível aproveitar bastante o lugar e seu clima.

Subir toda essa escadaria, é bem cansativo, porém bem gratificante, já que a vista do Rio de Janeiro sempre costuma pagar o esforço. Além disso, é possível transitar entre dois bairros bem famosos aqui do Rio, já que os 215 degraus unem a “cidade baixa” à “cidade alta”, une a Lapa à Santa Teresa.

Selarón foi um Chileno que se apaixonou pelo Rio de Janeiro e resolveu se erradicar por aqui em 1983. Como o artista ceramista que era, a partir de 1990 ele começou a renovar os degraus da escadaria chegando a colocar mais de 2.000 azulejos. A escada é uma enorme obra que esteve em construção enquanto Jorge Selarón esteve vivo.

Desde 2005 a escadaria é tombada pela Prefeitura do Rio e recebe milhares de turistas. Ainda tem dúvidas que esse é um bom lugar para visitar?

A Escadaria fica na Rua Joaquim Silva, próxima aos Arcos da Lapa.

Viagens

Taxa de Embarque mais cara!

NMRW4755

Pode até ter ficado mais barato viajar de avião, com a criação dessa nova categoria tarifária pra quem viaja sem bagagem, porém desde 16/02/2018 ficou um pouco mais caro, já que a ANAC autorizou no dia 16/01/2018 o aumento de 4,5833% na taxa de embarque nos aeroportos do País.

Agora a tarifa máxima de embarque doméstico passa de R$29,90 para R$31,27 e para embarques internacionais passa de R$115,64 para R$118,06.

Esse reajuste é calculado com base no IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

Então vamos nos preparar para sentir mais uma vez no bolso esse aumento.

Belo Horizonte, Brasil, Passeios, Viagens

O que visitar em Belo Horizonte.

Minha breve viagem por BH ainda está rendendo posts e nesse eu vou dividir com vocês mais detalhes do meu roteiro de passeios por lá.

Como tivemos apenas um dia na Cidade acordamos cedinho pra poder aproveitar o máximo de tempo e conhecer o máximo de pontos.

Nossa primeira parada foi a PRAÇA DA LIBERDADE. Essa praça fica localizada no alto da Av. João Pinheiro, na região de Savassi em BH. Ela foi construída na época da construção da Capital Mineira, mais precisamente no ano de 1903, com intuito de abrigar a sede do poder mineiro com os prédios de secretarias e o Palácio do Governo.

A praça foi construída sob influência Inglesa, e após uma reforma ganhou traços Franceses que se refletem nos jardins. Lá é super arborizado, existe um caminho de palmeiras, um belo e redondo chafariz com uma escultura e também outro retangular e imponente em frente a um coreto bem conservado.

É também nessa praça que está o Edifício Niemeyer, um edifício arquitetado pelo Arquiteto brasileiro de mesmo nome.

Sem dúvidas é um lugar delicioso pra sentar e ver as horas passarem um pouco.

Depois de momentos deliciosos na praça, descemos a pé pela Av Bia Fortes, até a Rua Curitiba e depois seguimos pela R. Curitiba (quem desce da praça pela Bia Fortes deve entrar na Curitiba a direita) até o MERCADO CENTRAL que tem uma das entradas na esquina da Rua Curitiba com a Av. Augusto de Lima.

O Mercado Central é aquele lugar onde você vai encontrar muitos temperos, muitos sabores mineiros, artesanato, flores, lembrancinhas (o que aliás é difícil encontrar em Belo Horizonte) e tudo mais da cultura mineira.

Lá nós compramos o queijo Canastra de Araxá, um requeijão com a raspa do tacho (literalmente) e um doce de leite ma-ra-vi-lho-so. O Queijo Canastra é um queijo produzido na Serra da Canastra em Minas Gerais e só lá eu descobri que tem vários tipos, que vem de diferentes Cidades da Serra.  Foi lá também que compramos as lembrancinhas que tínhamos que trazer.

Dali nós fomos almoçar em um bar/restaurante na Rua Espírito Santo, e do restaurante pegamos o ônibus para ir para a LAGOA DA PAMPULHA.

A melhor maneira de chegar até a Lagoa da Pampulha é pegar no centro da Cidade ônibus 5106 bandeirantes e saltar na Lagoa da Pampulha, quase em frente à Igreja de São Francisco de Assis, a famosa Igreja da Pampulha.

Essa igreja é uma obra arquitetônica de Oscar Niemeyer, azulejada com pinturas de Cândido Portinari e paisagismo de Burle Marx inaugurada em 1943. Ela é sem dúvidas o ícone de todo o conjunto Arquitetônico da Pampulha, que também é composto pela Casa do Baile, o Museu de Arte da Pampulha, o Iate Tênis Clube e a Casa Kubitschek que era residência de fim de semana de Juscelino Kubitschek. Nós só tivemos tempo de andar um pouco pela Lagoa e visitar por fora a igreja, já que ela estava fechada.

Todo esse roteiro, fizemos em apenas um dia e sempre dedicando um bom tempo a cada lugar visitado, nada foi correndo.

Espero que esse mini roteiro possa ajudar aos viajantes que estão indo passar pela Capital Mineira.

 

Vai viajar?! Então comece sua viagem por aqui!!!

Quando você faz uma reserva aqui pelo blog, eu ganho uma pequena comissão, e você não paga nada a mais por isso, aliás muitas vezes paga até menos usando os descontos que eu consigo para vocês. 

Então reserve sua viagem por aqui e me ajude a continuar produzindo muito conteúdo!!!

ViajaNet

Booking

Seguro Viagem

Viaje de Ônibus

Alugue seu Carro

Belo Horizonte, Brasil, Hospedagem, Viagens

Ouro Minas Palace Hotel, hospedagem em Belo Horizonte

Quem me acompanha pelas minhas redes sociais viu que na minha viagem para Belo Horizonte, na semana passada, eu fiquei hospedada no Ouro Minas Palace Hotel e hoje eu venho dividir com vocês a minha experiência lá.

O Ouro Minas é o único hotel 5 estrelas de BH, então já dá pra perceber o quão maravilhoso é se hospedar nele né.

Nós chegamos lá no domingo a noite (17/09), super cansadas e fomos direto a recepção fazer o check in, que foi super rápido, um ponto super positivo para o hotel. Recebemos nossas chaves do quarto, lá são cartões né rsrs, junto com um vale drink de boas vindas, cortesia do hotel para hóspedes que estão entrando, mas nem usamos pois não tivemos tempo :(.

Ficamos no apartamento 613, no sexto andar e quando entramos no elevador, demos de cara com um elevador panorâmico com vista para o lobby do hotel. Então vai aqui uma dica: se você tem vertigem, coloque uma observação na sua reserva solicitando andares mais baixos ou fique de costas para o vidro e de frente para a porta do elevador rsrs.

Uma coisa que achei super legal do hotel é que mesmo sendo 5 estrelas e tendo que cumprir várias regras para se manter nessa colocação estrelar, vamos chamar assim, eles tem consciência ambiental. Tanto na cama, quanto no banheiro tem plaquinhas falando da importância de cuidar do meio ambiente e se os hospedes quiserem trocar as toalhas ou roupas de cama que sinalizem da maneira que eles pedem. É de maneira educada falar para as pessoas que vão ficar ali por pouco tempo que não há necessidade de trocar esses itens, e vamos falar uma coisa, na nossa casa nós trocamos a cada uso? Claro que não né, então por que faríamos isso só por estarmos em um hotel, tenha dó né!!! Além disso, os quartos tem sensores de presença e se você não colocar seu cartão num dispositivo já dentro do quarto em pouco tempo tudo irá se apagar, tudo mesmo, é como desligar a chave geral, ou seja, se não há ninguém no ambiente, mesmo que você esqueça algo ligado eles irá desligar. Eles também fazem uso de energia solar para aquecer a água das torneiras, dos chuveiros e da piscina.

Depois de passar um noite maravilhosa com uma cama Queen só pra mim, fomos para a parte mais gostosa dessa hospedagem, o café da manhã. Genteeeeeee, que café era aquele!!!! É tanta opção que você pode ficar ali do momento em que começa até a hora que termina pra poder comer tudo (esse é minha alma gulosa falando rsrsrs). O café começa as 05:00 da manhã e termina as 10:00, e isso é ótimo, pois atende a quem está ali a trabalho e também a lazer.

O hotel oferece muito mais que um ótimo quarto e um farto café da manhã. Pasmem agora: A Piscina é 24 horas!!!!! Isso mesmo, mas nem é só a piscina, é todo o Health Center, que é composto por além da piscina, piscina térmica sauna a vapor e seca, fitness center e salão de jogos. Me fala se isso não é um sonho?! Pena que não conseguimos aproveitar, pois tínhamos pouco tempo na Cidade. Mais um fator importante é a cordialidade de toda a equipe que trabalha no hotel, eu não vi um funcionário sequer de cara amarrada ou de má vontade para ajudar em qualquer coisa que fosse.

Outro ponto muito importante, que eu sempre levo muito em consideração ao escolher qualquer coisa é o custo. Sempre pensando no custo x benefício. Se o que eu gasto ali é realmente algo que valha a pena pra mim e esse hotel tem um preço muito bom para sua categoria. Para você ter um comparativo ele tem a faixa de preço de um hotel 3 estrelas no Rio de Janeiro e ele é 5 estrelas, acho que dá pra ter uma noção né?!

Então agora já sabe onde se hospedar quando estiver indo para BH, né. Vou deixar aqui o link para você garantir sua reserva: http://www.ourominas.com.br/

 

Vai viajar?! Então comece sua viagem por aqui!!!

Quando você faz uma reserva aqui pelo blog, eu ganho uma pequena comissão, e você não paga nada a mais por isso, aliás muitas vezes paga até menos usando os descontos que eu consigo para vocês. 

Então reserve sua viagem por aqui e me ajude a continuar produzindo muito conteúdo!!!

ViajaNet

Booking

Seguro Viagem

Viaje de Ônibus

Alugue seu Carro

Esse post é um publieditorial  em parceria com http://www.ourominas.com.br/  que reflete as minhas verdadeiras impressões sobre os serviços prestados pela marca!

 

Brasil, Diversão, Mundo, Passeios, Rio de Janeiro

Rock In Rio 2017 – O que esperar de um Festival de Música!!!

Falar do Rock In Rio pra mim é uma delícia. Só quem já foi a algum festival de música consegue mensurar a magnitude da qual eu estou falando. Em um festival assim tudo é gigantesco, desde o espaço até a emoção vivida.

O primeiro Rock In Rio é igual ao primeiro amor: A gente nunca esquece! Só que não é só o primeiro desse festival que deixa essa marca, todas as edições deixam uma tatuagem na sua Alma!!!!

Nessa edição de 2017, eu consegui ir apenas a um dia, que foi 16 de setembro, dia de Skank, Shaw Mendes, Fergie e Maroon 5 no Palco Mundo. Um dia foi o suficiente? Não, para o Rock In Rio nunca é. São tantas atrações que um dia é muito pouco pra dar conta de tudo.

Tem Roda Gigante, tem Montanha Russa, tem Tirolesa (que infelizmente por segundos não consegui ir), tem espaço de Games e espaço Gourmet (esses dois últimos novidades dessa edição), tem comida e claro tem muita música boa. E não é só no Palco Mundo que tem atração boa não, tem muito artista renomado fazendo shows pelos outros palcos do Rock In Rio.

Tem também muito cansaço, afinal são cerca de 12 horas de muita adrenalina por dia de evento. Mas vou te contar um segredo, quando o corpo não responde mais a mente e o espírito seguram firme!!!

Se você ainda não foi a um festival, se programe e tente não perder a próxima edição, pois com certeza não irá se arrepender!

Belo Horizonte, Brasil, Roteiros, Viagens

Viagem para BH: Roteiro de 1 dia e meio em Belo Horizonte!

Olá meu povo viajante! Hoje é dia de compartilhar com vocês o meu roteiro completo de BH. Quem me acompanha lá no Instagram (@micheleviaja) sabe que eu ganhei dois ingressos para o show do Aerosmith em BH na última segunda (dia 18/09/17) e eu tratei de organizar essa mini viagem em apenas um dia.

Embarcamos eu e minha irmã (minha maior companheira de viagens) nessa mega aventura, mas que eu faria tudo novamente.

Vale lembrar que duas empresas participaram desse sonho apoiando essa viagem, e vou falar delas mais pra frente.

Aqui você vai ver:

  • Roteiro resumido;
  • Transporte;
  • Hospedagem;
  • Alimentação;
  • Passeios;
  • Show;
  • Roteiro Detalhado;
  • Gastos Totais;
  • Empresas Apoiadoras;
  • Dicas Importantes.

ROTEIRO RESUMIDO

Essa minha mini trip durou dois dias e meio, porém 1 dia foi de total deslocamento, já que decidimos ir de ônibus.

E o restante do tempo, 1 dia e meio, nós passamos na Capital Mineira.


TRANSPORTE 

Como eu disse acima, nós decidimos ir de ônibus. Escolhemos viajar dessa forma, pois como ganhamos os ingressos na sexta feira a tarde, as passagens de avião estavam muito caras e o valor chegava o dobro da passagem de ônibus.

Pagamos R$ 490,88 com taxas. Esse valor já é de ida e volta (saindo e voltando para o Rio de Janeiro), para duas pessoas.

Comprei tudo no site da Click Bus, que te oferece uma variedade enorme de passagens e inúmeras promoções. Vou deixar o site aqui: www.clickbus.com.br

Já na Cidade nós optamos pela maior parte do tempo nos deslocarmos de Cabify, pois era o nosso melhor custo x benefício. E pra quem quiser usar o cabify vai aqui meu código de desconto: MICHELECABIFY e com ele você pode ganhar até R$60,00 em descontos.

Mas vamos descriminar tudo abaixo:

DE – PARA

 

TIPO EMPRESA VALOR
 

Rodoviária Novo Rio (Rio de Janeiro) x Rodoviária de Belo Horizonte

Rodoviária de Belo Horizonte x Rodoviária Novo Rio (Rio de Janeiro)

 

Ônibus ÚTIL R$ 490,88

(para duas pessoas)

 

Rodoviária de Belo Horizonte x Ouro Minas Palace Hotel

 

Carro CABIFY R$ 17,00 (essa corrida foi código promocional)
 

Ouro Minas Palace Hotel x Centro de BH

 

Carro CABIFY R$ 21,43
 

Centro de BH X Lagoa da Pampulha

 

Ônibus MOVE R$ 4,05 (por pessoa)
 

Lagoa da Pampulha x Ouro Minas Palace Hotel

 

Ônibus MOVE R$ 8,10 (por pessoa)
 

Ouro Minas Palace Hotel x Esplanada do Mineirão

 

Carro CABIFY R$ 14,56
 

Esplanada do Mineirão x Ouro Minas Palace Hotel

 

Táxi TÁXI  

R$ 46,00

 

 

Ouro Minas Palace Hotel x Rodoviária de Belo Horizonte

 

Carro CABIFY R$ 17,10
 

Rodoviária Novo Rio (Rio de Janeiro) x Casa

 

Carro CABIFY R$ 33,12

Só de transporte nós gastamos: R$ 624, 39

HOSPEDAGEM 


Nós ficamos hospedadas no Ouro Minas Palace Hotel, o único 5 estrelas de Belo Horizonte. A nossa diária de segunda para terça foi cortesia, pagamos apenas a diária de domingo para segunda com uma tarifa especial de aproximadamente R$ 205,00 já com taxas.

Semana que vem sair um post completinho desse hotel maravilhoso e se você quiser fazer sua reserva nesse hotel você pode usar a BOOKING.COM

ALIMENTAÇÃO

O hotel fica localizado em frente ao Minas shopping, o que nos deu muita opção de comida. Também almoçamos em um bar/restaurante no centro de BH com comida caseira.

No geral gastamos cerca de R$ 25,00 por pessoa com bebida, com exceção do almoço no centro que custou R$ 19,00 para 2 pessoas com bebidas.

O gasto total ficou em trono de: R$ 107,00

Se você, assim como eu, não tem frescuras com lugar pra comer, o restaurante Mineirinho II que fica na rua Espírito Santo, 297 no centro de BH, é um lugar que eu falaria pra você ir. Lá a refeição para duas pessoas custa 12,50 vem bem servida e é bem gostosinha com sabor caseiro, mas o ambiente lembra muito um bar então se você não curte lugares assim é melhor passar longe.

PASSEIOS


Com os passeios nós só gastamos com passagem. Como não fomos a museus por falta de tempo mesmo, escolhemos visitar os pontos mais famosos e que por coincidência ou não, todos esses lugares não cobravam para visitar.

Visitamos a Praça da Liberdade, o Mercado Central e a Lagoa da Pampulha. Vai ter post específico dos passeios, então fiquem ligados por aqui!

SHOW

Sem sombra de dúvida foi um dos melhores shows que eu já fui na minha vida. A organização está de parabéns, mas quem merece toda honra é a banda Aerosmith. Eles literalmente fizeram um espetáculo!!!! Steven Tyler canta como ninguém e Joe Perry, o guitarrista, eu fiquei sem palavras para definir a qualidade desse profissional.

Só posso agradecer a Pólobh pelos ingressos do show.

ROTEIRO DETALHADO

Domingo – dia 17 – Viagem de ônibus com duração de 7 horas

Segunda – dia 18 – Passeio na Praça da Liberdade, Mercado Central, Lagoa da Pampulha, Show do Aerosmith

Terça – dia 19 – Viagem de volta ao Rio de Janeiro

GASTOS TOTAIS

O fato de termos o Ouro Minas Palace Hotel e a Pólobh como realizadores de parte desse sonho, deixou a nossa viagem um pouco mais barata.

Então pelos meus cálculo nós gastamos cerca de: R$ 1.050,00. Esse valor eu acrescentei os lanches que fizemos na estrada na ida e na volta e também as coisinhas que compramos para trazer para o Rio.

EMPRESAS APOIADORAS

DICAS IMPORTANTES

  • O transporte público é BH é bem confuso. Dependendo de onde ficar hospedado o deslocamento via esse tipo de transporte não valerá a pena;
  • O táxi em BH é bem mais caro que no Rio de Janeiro, por exemplo. Aqui no Rio eu faço um percurso de 10 km na bandeira 2 por mais ou menos R$33,00 sem descontos e em BH um percurso de 8 km na bandeira 2 custou R$ 46,00. Então o Cabify é sem dúvidas o melhor custo x benefício de lá. E eu já passei meu código de desconto né: MICHELECABIFY;
  • Em Belo Horizonte não tem muitos lugares para comprar lembrancinha, então tente encontrar uma loja no centro, ou compre no Mercado Central;
  • Mineiros são bastante solícitos, então pode perguntar que eles ajudam.

 

Vai viajar?! Então comece sua viagem por aqui!!!

Quando você faz uma reserva aqui pelo blog, eu ganho uma pequena comissão, e você não paga nada a mais por isso, aliás muitas vezes paga até menos usando os descontos que eu consigo para vocês. 

Então reserve sua viagem por aqui e me ajude a continuar produzindo muito conteúdo!!!

ViajaNet

Booking

Seguro Viagem

Viaje de Ônibus

Alugue seu Carro

 

 

 

Rio de Janeiro

Restaurante Temático Vikings

Quem me acompanha lá no instagram (quem não me acompanha ainda, segue aqui: https://www.instagram.com/micheleviaja/) sabe que fui com a minha irmã e amigos ao Vikings e então resolvi trazer uma resenha pra vocês.

O Vikings é um restaurante temático, tendo sua primeira unidade inaugurada em 2012 em Nova Iguaçu no Rio de Janeiro. Ele é todo decorado com a temática Viking e especializado na culinária americana.


Fomos à unidade da Tijuca/Maracanã, que fica na R. Almirante João Cândido Brasil, 86 – Maracanã. Esse restaurante fica bem pertinho da Praça Varnhagem, popularmente conhecida como Buxixo, por causa do restaurante Buxixo.

O restaurante não estava muito cheio, acredito que por ser uma quinta feira e já termos chegado por lá por volta das 22:00hrs. O atendimento foi rápido e agradável, aliás o clima todo do restaurante é bem agradável e descontraído. Logo que fomos atendidos, nos ofereceram o Hidromel, uma bebida viking alcoólica fermentada a base de água e mel, eu provei e achei uma delícia.


Para comer nós pedimos o Vikings Special Combo, que vem com costelinhas, anéis de cebola, torradinhas de alho e um franguinho frito, e o Mex Viking combo que vem quesadilla, nachos e bonelles (são uns pedaços de frango desossados).

Estava tudo uma delícia, eu gostei bastante do tempero de todos os itens que eu provei.

O custo médio por pessoa no restaurante é de aproximadamente R$ 60,00 já com bebidas.

Você pode pedir aos garçons os chapéus vikings para tirar fotos, é bem divertido e faz parte da temática do local.

Site do restaurante: http://vikingsbr.com/

Dicas, Diversão, Passeios, Rio de Janeiro

Bilhete Especial “EU AMO FÉRIAS” é lançado pelo Metrô do Rio.

Quem está vindo aproveitar as férias de meio de ano aqui no Rio de Janeiro?! Esse post é pra todo mundo que quer aproveitar pra passear muito pelo Rio gastando pouco em locomoção.

destaque-sobre
Foto: Divulgação – Metrô Rio

O metrô Rio lançou o cartão “Eu amo Férias”. Esse cartão que já está disponível para compras dá ao portador o direito de usar em até 6 viagens por dia durante 7 dias consecutivos.

O custo desse cartão é de R$ 60,00 e a economia gerada com a compra dele é de quase 70%. Ou seja, uma economia e tanto para o seu bolso. E ao comprar o cartão foi ainda vai ganhar um porta cartão e também um mapa de bolso com indicação dos principais pontos turísticos da Cidade, esses brindes não tem valor monetário, mas ajudam bastante na organização e planejamento do turista, não é mesmo?!

mapa-metro
Foto: Divulgação – Metrô Rio

As viagens precisam ter um intervalo mínimo de 2 horas e 30 minutos, tempo suficiente para visitar algum ponto turístico que seja atendido pelo nosso metrô. Esse intervalo mínimo de uso impede que o cartão seja dividido entre 2 ou mais pessoas, então cada cartão só atenderá uma única pessoa.

Agora anota aí quais estações estão vendendo esses cartões, já que não são em todas: Del Castilhos, Carioca, Largo do Machado, Botafogo, Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos, Cantagalo, Jardim Oceânico e em hotéis da rede Accor aqui no Rio de Janeiro. O horário de venda do cartão é das 09h até as 19h.

ferias1
Foto: Divulgação – Metrô Rio

Esse cartão ficará em vigor até 30 de setembro desse ano, então se quer passear pelo Rio economizando, corre pra garantir o seu!!!

Maiores Inf: https://www.metrorio.com.br/Noticias?cod_noticia=3269