Gastronomia, Rio de Janeiro, Sabores

Restaurante Flutuante Rio

Nesse último domingo (17/03/2019) fui com minha família almoçar no restaurante Flutuante Rio, que fica na Urca, bem aos pés do Pão de Açúcar na Baía de Guanabara.

RESERVE SEU CARRO AQUI

A minha mãe havia ganho o sorteio que o restaurante fez no Instagram com um outro perfil parceiro e ganhou um almoço para ela e um acompanhante. Nesse almoço ela tinha e o acompanhante tinham direito cada um a uma entrada, um prato principal, uma sobremesa e um drink.

Para acessar o restaurante somente com uma “balsa” que o próprio restaurante possui e que cobra R$10,00 por pessoa, ida e volta. Achei essa cobrança bastante injusta, já que o trajeto não é nada longo e o gasto que você tem no restaurante com certeza paga essa travessia.

Do Flutuante se tem uma vista privilegiada da Cidade. É possível apreciar de pertinho o Pão de Açúcar e o vai e vem dos seus bondinhos, mais ao fundo o Cristo Redentor e a enseada de Botafogo e mesmo que ainda mais distante é possível ver a Ponte Rio-Niterói e o seu fluxo incansável.

Contemplamos bastante e depois de alguns impasses de onde sentar, decidimos por ficar do lado de fora bem pertinho do Pão de Açúcar!

JÁ RESERVOU SUA HOSPEDAGEM?

Pedimos então as duas entradas uma Bruschetta de Brie com Parma e uma de Tomate com manjericão. Cada tábua veio com 5 pequenas e saborosas bruschettas. A primeira custa R$34,00 e a segunda R$28,00. Começaram a perceber que o preço é bem puxado?!

Aí partimos aos pratos principais! Eu pedi a única opção sem carne do cardápio, que é o prato kids, uma massa (farfale ou gravatinha) ao pomodoro, que vou ficar devendo o preço, pois não tinha no cardápio e esqueci de perguntar. Minha mãe pediu um Chateaubriand com risoto de Brie e Damasco – R$75,00, meu pai pediu um Salmão grelhado ao molho de maracujá com arroz 7 grãos e salada (alface com nabo) – R$70,00 e minha irmã pediu o mesmo da minha mãe.

A minha massa estava gostosa, mas nada que não façamos em casa. Provei o risoto da minha mãe e o da minha irmã e percebi que o da minha mãe veio mais saboroso que o da minha irmã apesar do prato ser o mesmo. O da minha irmã parecia um arroz papado sem sal com Damasco e Brie (as únicas coisas que salvavam no prato). As carnes e o prato do meu pai não provei, mas foi consenso entre eles de que a comida é normal, não tem nada demais. Então o preço que pagamos não vale os pratos principais.

Antes da sobremesa o nosso garçom ofereceu água da casa, o que achei bem legal, pois os restaurantes do Rio de Janeiro, apesar de já ser lei, não gostam quando o cliente pede e menos ainda parte deles a iniciativa de oferecer.

Partimos então para as sobremesas, o cardápio dispõe de 3 opções e o cada uma custa R$26,00. Pedimos um brownie com sorvete de doce de leite e castanhas (mas na verdade era um brownie com sorvete de creme, com doce de leite e castanhas) e Panelinha de Marshmallow com ganache de chocolate amargo e sorvete de doce de leite (que na verdade eram marshmallows em cima de um punhado de doce de leite). As sobremesas não eram exatamente o que estava no cardápio, porém estavam saborosas.

Entre as refeições consumimos alguns drinks e suco, duas capivodkas – R$25,00 e R$29,00, um Apple Martini – R$34,00, uma Margarita Blue – R$34,00 e um suco de limão – R$12,00.

Nosso conta deu R$219,52, isso já que não pagamos a maior parte dos pratos pois minha mãe havia ganho o sorteio, caso contrário a conta teria dado mais de R$550,00.

A vista é incrível, os drinks são bem saborosos, mas a comida deixa muito a desejar, a apresentação é ótima, mas o sabor não é dos melhores. O atendimento que tivemos foi bastante agradável, porém tudo demorou muito a chegar.

FAÇA SEU SEGURO VIAGEM

Em minha opinião não vale mesmo o preço! Vale se for até lá apenas para tomar um drink, curtir uma música (eles têm DJ no deck e apreciar a vista, para almoçar não aconselho mesmo, os preços são salgados e o sabor não compensa.

Um recado para as pessoas que costumam enjoar com o balanço do mar, estejam preparadas, pois conforme a tarde avança as águas ficam mais agitadas e balança bem, mas também não é nada mais que uma marola mais forte.

obs: O acesso a balsa é em frente ao famoso bar da urca.

Rio de Janeiro, Sabores

Café da Manhã com vista – Confeitaria Colombo

Domingo dia 10/03 resolvi fazer um programa diferente e fui com uma amiga tomar café da manhã na unidade da Confeitaria Colombo que fica no Forte de Copacabana.

Esse é um programa que cada vez mais está virando passeio obrigatório para os turistas e também cariocas apaixonados pelas belezas do Rio.

A experiência é tipo um “Saboreie com uma vista”! Afinal a vista privilegiada daquele cantinho de Copacabana só pode ser desfrutada de dentro do forte mesmo!

O Forte de Copacabana é de propriedade do exército brasileiro e para acessar é preciso passar por uma bilheteria de pagar R$6,00 a inteira e R$3,00 a meia (valores válidos em 10/03, consulte se houve reajuste antes de ir). Esse ingresso da direito as dependências do Forte e com isso ao museu histórico do exército.

Lá dentro tem dois cafés. A Colombo e o café 18. Optamos pela Colombo pois os itens do café da manhã nos era de maior agrado. Entramos em uma fila gigante (e olha que chegamos 10:30, somente 30 minutos depois que o forte abre), fizemos nossa reserva e ficamos aguardando sermos chamadas através de um “bip” vibratório.

GARANTA SEU SEGURO VIAGEM

Enquanto aguardávamos fizemos uma breve visita ao museu e depois ficamos sentadas nos banquinhos externos, conversando e apreciando a vista.

Uma hora e meia depois… pois é, aguardamos uma hora e meia, por isso chegue bem cedo para esse programa. Sentamos em uma mesa externa, mesmo no calor escolha o lado de fora a vista compensa, e então pedimos um café da manhã pra um mais um suco de laranja. Esse café é composto por: 1 suco de laranja, 1 café ou leite ou chocolate, pães, brioches, 1 croissant, biscoitos doces, 1 pedacinho de bolo, duas fatias de queijo prato e duas de presunto, iogurte, granola, mel, geleia e manteiga.

Esse café custa R$53,00 e o suco de laranja a parte R$10,90. Serve super bem e é bem saboroso.

A SUA HOSPEDAGEM ESTÁ AQUI

Depois disso acabei encontrando a madrinha da minha mãe e o que era pra ser um café da manhã e que já tinha virado um brunch, acabou se estendendo tarde adentro e rendendo algumas caipirinhas. Bebi uma de Lima da Pérsia deliciosa e em seguida uma kiwi com bastante fruta. As caipirinhas com vodka importada custaram R$30,00 cada uma.

A tarde rendeu boas risadas, em um ambiente de beleza hipnótica. É sabido que não é um passeio barato, mas é perfeitamente possível programa-lo e encaixa-lo no seu orçamento.

RESERVE SEU CARRO AQUI

Dessa vez como me estendi na Colombo, acabei não visitando o forte em si, somente o museu, mas como já conheço não era mesmo prioridade, mas pra quem não conhece depois do café vale explorar um pouco mais o forte e tirar belíssimas fotos na parte dos canhões contemplando a Cidade Maravilhosa!!!!

Maiores Informações: http://www.confeitariacolombo.com.br/

http://www.mhexfc.eb.mil.br/pt-br/

Destinos, Dicas, Passeios, Rio de Janeiro

Municipal a um real!

CDYZE2953.JPGO Theatro Municipal do Rio de Janeiro me pareceu por muito tempo um lugar intocável, um lugar que não era para uma pessoa da minha classe social. Mas meus pais sempre nos deram acesso a cultura, viagem e conhecimento e sempre nos falaram que podíamos viver o que quiséssemos, então eu me tornei numa incansável desbravadora, principalmente quando o assunto é se divertir/viajar gastando pouco, foi aí que esse tempo de um lugar inatingível passou e hoje eu vou te contar que o Theatro Municipal é para todos!!!!

NLJKE4847.JPG

Mas antes eu vou contar uma pouco da história desse lugar magnífico. O Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi inaugurado em 14 de julho de 1909, sendo considerado até hoje a principal casa de espetáculos do Brasil e uma das mais importantes do América do Sul. A sua história se funde a história do nosso País, tendo sua belíssima arquitetura escolhida através de um concurso, onde decidiram pela junção de dois projetos que se inspiravam na ópera de Paris. Atualmente o Theatro pode receber até 2.252 pessoas e desde a década de 30, conta com seu próprio corpo artístico, composto de Ballet, Coro e Orquestra Sinfônica.

DNKQE1382.JPG

Agora voltamos ao fato do Theatro ser para todos. O Municipal em parceria com seus patrocinadores e apoiadores, realiza o “Domingo no Teatro” com Municipal a um real, que são espetáculos que acontecem fora do horário nobre, mas com a pompa merecida, a um valor de ingresso simbólico, R$1,00. Essa é a maneira que a mais imponente arquitetura teatral do país contribui para popularização da cultura.

No domingo dia 11/11/2018, eu fui assistir às 11:00 da manhã, ao espetáculo: “A modinha que não sai de moda” e paguei apenas R$1,00 pelo ingresso. Eu nunca tinha ouvido falar desse gênero musical, modinha, mas me permiti ser surpreendida pelo novo e me emocionei com o espetáculo, apresentado junto ao clima do lugar. Esse gênero musical foi cantado por 4 mulheres sopranas,  mezzo-soprana e contralto (da um Google pra ver o que cada um significa), então imagina a sensação boa que vozes maravilhosas são capazes de causar em quem as ouve.

WFZWE4465.JPG

O Teatro arranca suspiros de quem aprecia arte. Ele é a simbologia de cultura para todos. Foi a minha primeira vez naqueles corredores e escadarias e eu acredito que não tenha sido a última.

SQHTE8313

Se você quiser saber mais sobre os espetáculos, vou deixar o site oficial para que consulte a programação. Se permita viver experiências novas, o seu corpo e sua mente agradeceram e por esse preço o seu bolso também.

 

 

Destinos, Ilha Grande - RJ, Roteiros

Ilha Grande, RJ – Roteiro Completo de 2 dias

Quem me acompanha no instagram sabe que no fim de semana passado eu estive em Ilha Grande com minha irmã e uma amiga e depois dessa minha segunda experiência na Ilha eu resolvi dividir com vocês o meu roteiro de 2 dias.

Vocês sabem que tem duas coisas que eu amo: Uma é viajar e a outra é economizar e eu fiz ambas nesse fim de semana. No final conto quanto economizamos do preço inicial,  negociando. Sai do Rio com a ideia de gastar no máximo 400,00 com toda a viagem então negociar era minha arma. Será que consegui provar pra vocês que é possível viajar com pouco?

DAPO8476
Praia do Dentista

Transporte: 

Saímos do Rio de Janeiro em direção a Conceição de Jacareí, escolhemos Conceição por ser a travessia marítima mais curta das 3 opções ( Mangaratiba, Conceição de Jacareí e Angra dos Reis), as 6:15 de carro, pegamos uma “carona” com meu pai e pagamos 45,00 de combustível pra ele, cada uma, já que nosso carro é bem beberrão.

Chegamos em Conceição as 7:40 mais ou menos e saímos no flex boat das 8:00 (a praia onde tem o cais de saída é no centro). Fomos com a Vila nova tour e pagamos 55,00 ida e volta depois de negociar um pouco, já que eles estavam cobrando 60,00 a travessia. A travessia durou 17 minutos até a Vila do Abraão.

Obs: Lembrem-se de deixar a volta com data e horário em aberto, pois assim você consegue aproveitar mais o dia da volta e se mudar os planos da volta não perderá dinheiro.

Hospedagem:

IMG_3505.JPG

Ficamos hospedadas no Marlin Hostel. O hostel fica na rua de trás da rua da praia, super perto do burburinho, mas longe do barulho quando a noite cai. Vai ter um post exclusivo do hostel aqui no blog ainda essa semana, mas se já quiser garantir sua reserva clique aqui!

Nosso Roteiro de 2 dias: 

CGTA7346

Como tínhamos pouco tempo na Ilha, deixamos as bolsas e já fomos para o passeio de barco com a Mariana Tour, também vai ter post aqui no blog, específico desse passeio.

Pagamos R$120,00 para fazer Ilhas Paradisíacas. O preço pode chegar a R$150,00 então negocie. Ilhas Paradisíacas é um passeio full Day, ele começa às 10:30 e vai até 17:00.

Mas antes de embarcar tomamos café numa padaria que fica na Rua Santana, ao lado da loja da Mariana tour. Gastei cerca de 2,50 com o pão do café e comprei um sanduíche de R$11,00 para garantir a economia do almoço, já que o passeio para em uma praia para almoçarmos e os preços são meio altos. Lembra que queríamos fazer uma viagem gastando pouco?!

A noite cozinhamos no hostel e fomos dar uma volta pela Vila, já que a noite lá é bem badalada, com muitos barzinhos e restaurantes, além de estar tendo uma festinha julhina por lá. Nessa voltinha eu gastei R$9,00 com um doce que dividi com minha irmã e uma porção de batata frita também dividida.

No domingo de manhã choveu muito e não conseguimos sair pra fazer a trilha das ruínas do Aqueduto, então passamos a manhã no hostel conversando com umas brasilienses que estavam no mesmo quarto que nós. E que meninas massa! O bom de hostel é exatamente isso, poder conhecer pessoas novas e ainda gastar pouco!

Perto de 12:00 parou de chover e então resolvemos sair em direção a trilha T01, que contempla a Praia Preta, Ruínas de Lazareto, Poção e Ruínas do Aqueduto. (Depois vai ter um post detalhando essa trilha). Fizemos ela em 1:50 isso porque paramos bastante para fotos.

Almoçamos rapidinho em um Prato Feito na esquina da rua do Bicão, pagando R$15,00 por uma comida bem temperada e bem servida.

As 14:50 fomos para o cais pegar o flex de volta para Conceição. Ele deveria sair às 15:00, mas atrasou um pouco, saiu às 15:25 e levou uns 20 minutos para atravessar. Então a dica é sair com certa antecedência para não perder o “busão” em direção ao Rio, se esse for o seu caso.

Voltamos de ônibus e pagamos R$50,00 na passagem, já com taxas.

Obs: se comprar a passagem de ônibus online você precisa imprimir o voucher e para isso existem 2 guichês automáticos da Costa Verde (empresa que realiza o trajeto da região para o Rio), um logo ao lado direto de quem desce o cais e outro na avenida principal sentido Angra dos Reis.

NACX1279.JPG

Resumo do Roteiro: 

DIA 1 – Passeio Ilhas Paradisíacas (esse roteiro pode sofrer alteração)

  • Praia do Dentista
  • Ilha Botinas
  • Ilha da Gipóia – Praia da Piedade
  • Ilha de Cataguases
  • Lagoa Azul
  • Praia de Japariz – parada para almoço

DIA 2 – Trilha T01 

  • Praia Preta
  • Ruínas de Lazareto
  • Córrego do Abraão
  • Ruínas do Aqueduto
  • Poção

Quanto eu gastei? 

  • Transporte terrestre e aquático ida e volta: R$ 150,00
  • Hospedagem: R$ 70,00
  • Passeio de barco Ilhas Paradisíacas: R$ 120,00
  • Alimentação: R$ 47,50
  • Trilha T01: R$ 0,00

TOTAL: R$ 387,50

Quanto eu teria gasto sem negociar descontos?

  • Transporte terrestre e aquático ida e volta: R$ 165,00
  • Hospedagem: R$ 70,00
  • Passeio de barco Ilhas Paradisíacas: R$ 150,00
  • Alimentação: R$ 105,00
  • Trilha T01: R$ 0,00

TOTAL: R$ 490,00

Economia de R$ 102,50

Cumpri minha meta! Gastei menos de R$ 400,00, e provei que é possível viajar com pouco, basta ter vontade e criatividade!!!

Gastronomia, Passeios, Rio de Janeiro

Fazenda Culinária – Restaurante no Museu do Amanhã.

Dia das Mães foi dia de passeio e também de almoçar fora e para essa experiência gastronômica escolhemos o Fazenda Culinária que fica no Museu do Amanhã, na Praça Mauá no Rio de Janeiro.

O Fazenda Culinária é um restaurante com uma pegada mais orgânica mesclando o moderno com o reutilizável.

A vista é um ponto forte do restaurante, que fica de frente para a Baía de Guanabara, debaixo daquela estrutura moderna do Museu do Amanhã.

Nós chegamos por lá as 15h00min, aproximadamente e já não havia mais fila, então rapidamente conseguimos uma mesa e na mesma rapidez fomos atendidos.

O cardápio é enxuto, mas com opções suficientes que vão do peixe à carne vermelha, passando por galeto e cordeiro. Eu escolhi o Galeto no Rolete acompanhado de batatas assadas, farofa de Panko e vinagrete. O preço desse prato é R$52,00 para uma pessoa, sendo a metade de um galeto, mas bem robusto.

A batata veio super quentinha, bem como o galeto. A farofa estava super saborosa e o vinagrete com um sabor bem suave.

Para acompanhar eu pedi uma taça de vinho branco. A casa oferecia o One Bottle of White um Sauvignon Blanc por R$22,00 a taça.

Já para a sobremesa eu escolhi um mouse de chocolate meio amargo que estava bom, mas o mouse de cajá (fruta do dia) estava muito saboroso e eu filei um pouquinho do meu pai. Cada mouse custava R$ 28,00

O restaurante é um pouco caro, mas para um dia especial vale o investimento.

Todos os valores são válidos até o dia de hoje, 22/05/2018, podendo sofrer qualquer alteração de responsabilidade do restaurante.

Destinos, Passeios, Rio de Janeiro

Ilha Fiscal /RJ – Guia para um passeio pela História.

O Dia das mães foi dia de passeio em família e escolhemos a Ilha Fiscal como destino desse dia especial.

JHIU6947

A Ilha Fiscal foi cenário do famoso evento conhecido como “O último baile do Império”, ocorrido no dia 09/11/1989, apenas 6 dias antes da Proclamação da República.   E é por esse motivo que ela se tornou tão famosa, já que até então passava despercebida pelos já cariocas e toda a população da época.

O motivo para esse baile foi estreitar as relações entre Brasil império e o Chile, sendo assim um baile suntuoso em homenagem aos oficiais do navio chileno Almirante Cochrane. Há quem diga que o real motivo da festa foi uma tentativa de demonstração de poder contra a república que vinha em um movimento crescente.

Fato é que o baile foi requintado e se fosse nos dias atuais diríamos badalado, pela alta sociedade Brasileira. 2.000 mil pessoas foram convidadas ultrapassando o limite que comportava dentro dos salões, e por isso muita gente teve que ficar nos pátios do lado de fora.

LCQT2041

A Ilha Fiscal recebeu esse nome quando virou sede da aduana, ainda no Brasil Império. Foi o Imperador Dom Pedro II o responsável pela decisão da construção no estilo arquitetônico neogótico do mais novo posto alfandegário da época. Então a partir daí surgiu o nome de Ilha Fiscal, já que por lá passou a ser fiscalizado tudo que entrava e saia daqui. Até aquele momento a pequena ilha se chamava Ilha dos ratos, vocês devem imaginar o motivo né.

IMG_0791

A responsável pela Ilha é a Marinha do Brasil que recebeu o espaço em 1913 do Ministério da Fazenda.

Lá é possível apreciar de perto o belíssimo palacete, que é uma referência arquitetônica à época imperial do Brasil, com vitrais originais, pinturas artísticas misturadas a construção em pedras. Logo na primeira sala, será possível assistir a um vídeo onde é contado detalhes do último baile, como trajes da nobreza, decoração suntuosa, o menu com mais de 30 bebidas importadas e por aí vai. Visitar os belíssimos salões e o gabinete onde foram fechados acordos importantes, inclusive o acordo que foi acertado na noite do último baile, onde Brasil e Chile prometiam se ajudar na defesa de suas fronteiras contra ameaças de outros Países da América do Sul, é algo engrandecedor.

IMG_0777

Na Ilha poderemos nos transferir um pouco para o passado e respirar história e um pouco de conhecimento atual já que também é possível ver uma exposição que fala da perfuração em busca de petróleo e também um pouco do trabalho da marinha brasileira pelo mundo.

Como Chegar?

OPDO1355

O deslocamento até lá é feito de embarcação ou de van, caso o tempo não esteva favorável.

Esse transporte você pegará no Centro Cultural da Marinha na Praça XV.

Quanto Custa?

Os ingressos são vendidos somente no dia do passeio e custam R$30,00 a inteira e R$15,00 a meia.

O que inclui?

Além da visita e transporte à Ilha Fiscal, esse ingresso também dá direito a visitar o Centro Cultural da Marinha, onde é possível entrar em um submarino militar, uma corveta, um helicóptero e muito mais. Essa segunda parte do passeio nós não fizemos, pois já havíamos feito em outra ocasião.

A visita a Ilha Fiscal é guiada e todo o passeio dura cerca de 1:30 h.

Horários:

Os horários de saída são: às 12:30, 14 e as 15:30 e o embarque sempre acontece uns 20 minutos antes.

O passeio é muito interessante e é para a família toda!!!

MKCX0598

Para maiores informações: https://www.marinha.mil.br/dphdm/ilha-fiscal

Destinos, Passeios, Rio de Janeiro

Ilha da Gigóia – Um novo olhar sob o Rio de Janeiro

Tá aí um lugar tão perto, mas que muitos cariocas não conhecem, a Ilha da Gigóia.

Esse pacato lugar no meio do Rio de Janeiro está ganhando ares de ponto turístico, e você não vai querer deixar de visitar.

A ilha tem cerca de 3.000 mil habitantes que estão acostumados com o vai e vem de pessoas em seu reduto de descanso, principalmente aos fins de semana.

Mas se você acha que vai chegar na Ilha e encontrar e encontrar inúmeras opções do que fazer, pode se decepcionar, o clima lá não é esse, mas isso não quer dizer que não seja bom! A visita a Ilha tem sinônimo de descanso e contato com a natureza, se resumindo a passar uma tarde agradável passeando pelas suas ruelas e becos, descobrindo assim alguns segredos e artes de rua, respirando ar puro, apreciando os “miquinhos” andando pelos fios e comendo e bebendo em algum dos restaurantes que permeiam a ilha.

Por favor em restaurante, nós escolhemos o Cais Bar e comemos uma anchova super fresca, com arroz de brócolis, pirão, batata canoa e salada. No cardápio dizia que o prato servia 2 pessoas, mas serviu bem 4 e pagamos por ele R$120,00. Além do Cais Bar, tem também o Bar do Cícero, o Bar Caiçara e o Laguna como os mais famosos da região.

Também é possível se hospedar na Ilha e imergir de verdade no clima bucólico do lugar.

Para chegar a Ilha da Gigóia não tem mistério. Ela fica na Barra da Tijuca, e o acesso se dá de barco. Para pegar esses barquinhos (ou chalanas), existem alguns pontos ali próximo ao Jardim oceânico. A entrada mais conhecida é a da lateral da Unimed na Armando Lombardi no Jardim Oceânico, basta  pega um dos barqueiros ali naquele ponto pagando cerca de R$5,00 o trecho. Tem também a entrada pela La Isla, ou antiga Ilha dos Pescadores, que é no Itanhangá  e dali o preço é R$4,00 o trecho.

Agora cuidado com os barqueiros que querem te oferecer um passeio completo pelas ilhas que se completam. Eles costumam cobrar de R$20,00 a R$25,00 por pessoa. Negociando nós pagamos R$16,00, porém ainda assim nos sentimos lesados, de verdade. O passeio levou cerca de 10 a 15 minutos, ele não nos falou o nome das ilhas que estávamos passando, não explicou nada sobre a região, aí nos levou até a parte do mangue, onde vimos jacarés (essa parte até foi bem legal) e depois simplesmente avisou que tínhamos chegado na Ilha da Gigóia. Então nos sentimos jogando dinheiro fora, por isso negocie preço e também questione se ele vai fazer um tour com explicações ou simplesmente passar sem falar nada.

E não esqueçam o repelente, por favor. Eu estou cheia de picadas de mosquitos e inchada, pois esqueci de passar o repelente e como é um lugar de mata tem muito mosquito por lá.

Então junte uma galera, faça uma reserva em um dos restaurantes de lá e vai passar um dia agradável longe do barulho e correria da Cidade Grande.

Vai viajar?! Então comece sua viagem por aqui!!!

Quando você faz uma reserva aqui pelo blog, eu ganho uma pequena comissão, e você não paga nada a mais por isso, aliás muitas vezes paga até menos usando os descontos que eu consigo para vocês. 

Então reserve sua viagem por aqui e me ajude a continuar produzindo muito conteúdo!!!

Hotéis

Aluguel por Temporada

Seguro Viagem

Alugue seu Carro

Destinos, Passeios, Rio de Janeiro

Escadaria Selarón

No mesmo dia em que fui com minha irmã e duas amigas a Feira do Rio Antigo (se você ainda não leu esse post, precisa ler aqui), aproveitamos e demos uma esticadinha até a escadaria Selarón.

Eu já tinha falado dela aqui em um post, mas nunca havia visitado e agora mais do nunca acho que é um passeio bem legal que deve ser feito.

A escada é aquela atração! É um dos pontos turísticos mais visitados na zona Central do Rio de Janeiro.

Como fomos em um sábado a escadaria estava lotada, mas mesmo assim foi possível aproveitar bastante o lugar e seu clima.

Subir toda essa escadaria, é bem cansativo, porém bem gratificante, já que a vista do Rio de Janeiro sempre costuma pagar o esforço. Além disso, é possível transitar entre dois bairros bem famosos aqui do Rio, já que os 215 degraus unem a “cidade baixa” à “cidade alta”, une a Lapa à Santa Teresa.

Selarón foi um Chileno que se apaixonou pelo Rio de Janeiro e resolveu se erradicar por aqui em 1983. Como o artista ceramista que era, a partir de 1990 ele começou a renovar os degraus da escadaria chegando a colocar mais de 2.000 azulejos. A escada é uma enorme obra que esteve em construção enquanto Jorge Selarón esteve vivo.

Desde 2005 a escadaria é tombada pela Prefeitura do Rio e recebe milhares de turistas. Ainda tem dúvidas que esse é um bom lugar para visitar?

A Escadaria fica na Rua Joaquim Silva, próxima aos Arcos da Lapa.

Destinos, Hospedagem, Rio de Janeiro

Hotel Regina Rio

Quem aqui me segue no instagram? Quem me acompanha por lá viu que nessa semana que passou eu e minha família passamos o níver do Papito hospedados no Hotel Regina Rio. Além do aniversário do pai, eu e minha irmã também tivemos o evento da Som Livre no Youtube Space, então ficar no hotel Regina foi uma experiência incrível e vou contar pra vocês.

img_6040

Meu pai, minha mãe e irmã chegaram na frente e foram logo tratando de aproveitar algumas áreas comuns do hotel. Meu pai já foi dar umas pedaladas na academia, minha mãe foi curtir a vista e minha irmã já ficou paquerando a jacuzzi rsrs.

Quando eu cheguei que vi o prédio já fiquei apaixonada. O prédio é uma construção de 1922 e quem me conhece sabe que eu amo arquitetura antiga. Assim que entrei fui super bem recebida e todo o atendimento foi bem rápido. O quarto que eles separaram para nós era um standard com uma cama de casal e duas camas de solteiro e apesar de ser a categoria mais simples, é muito espaçoso e confortável, daí você já pode ver a qualidade do hotel. No quarto temos acesso a internet Wi-Fi, TV de led e outras coisinhas bem legais. O hotel também deixou pra cada um de nós um bombom com a letra R de Regina, que nós tratamos de comer logo rsrs.

img_5936

img_5927

Depois de um banho maravilhoso, descemos para jantar. Optamos pelo Buffet livre do hotel que tem um custo de R$52,00 por pessoa com bebidas (refrigerante e água). A comida estava muito saborosa e a variedade era boa. Pra quem não quiser o Buffet, pode optar por escolher um prato do cardápio, e pra ser bem sincera eu não achei caro, estava bem no padrão de alguns restaurantes aqui no Rio de Janeiro.

Como eu mencionei acima o hotel tem uma área de lazer bem interessante com academia, 3 Jacuzzis, sauna e um terraço de onde é possível ter uma vista bem legal.

img_5945

img_5980

E o que falar do café da manhã? Simplesmente maravilhoso!!!! A variedade no café da manhã é pra deixar qualquer um babando e confuso, sem saber por onde começar. Muitos bolos, diferentes pães, frios, iogurtes, cereais, sucos diversos e muito mais. Quase que me atraso para o trabalho, pois não queria sair dali rsrsrs. Este é servido das 6h às 10h e se eu pudesse ficava lá até acabar hahaha.

img_6095

img_6079

img_6082

img_6078

Pra mim o maior trunfo do hotel é a localização. Ele está localizado na Rua Ferreira Viana, 29, no Flamengo. O Aterro do Flamengo é uma área de lazer dos cariocas aos fins de semana e está de metrô a 10 minutos do centro da Cidade e a 15 minutos de Copacabana. Ele fica próximo ao metrô do Catete, onde tem um comércio muito bom, que fica aberto até bem tarde.

Então se você vem ao Rio de Janeiro, o Hotel Regina Rio é uma ótima opção de hospedagem por aqui!

Vou deixar o site aqui pra vocês: http://www.hotelregina.com.br/

 

 

Diversão, Rio de Janeiro

Halloween do Copa

Na última quinta feira (26/10) e eu minha irmã recebemos um convite que mudou nossos planos para o fim de semana. Adiamos uma viagem para podermos estar no primeiro Halloween do Copa (Copa é o apelido carinhoso do Hotel Copacabana Palace) a convite da assessoria do evento. (É ou não é motivo suficiente para desmarcar qualquer compromisso?! rsrs)

img_3253
Foto: Marcos Ferreira http://www.instagram.com/marcosferreirafotos2/

Esse convite mudou até os planos de postagens por aqui, mas quem ta reclamando? Eu não estou nem um pouco, só estou agradecendo!!!! Mas vamos a festa…

Foi, sem sombra de dúvidas, a melhor festa de Halloween que eu já fui e uma das melhores festas que eu já participei nessa vida.

O Copacabana Palace e a equipe da promoter Carol Sampaio estão de parabéns pelo evento maravilhoso que parou a Cidade do Rio de Janeiro.

img_3250
Look: Ágatha

A decoração estava impecavelmente assombrosa, com ares de cemitério e muitas outras coisas macabras, mas de muito bom gosto, por mais que seja difícil vislumbrar isso, até os drinks tinham eram temáticos e decorados. As músicas ficaram por conta de Djs que esquentaram a noite, e falando de noite quente, esse foi o único contra tempo da festa, já que o ar condicionado não estava dando vazão.

E as celebrities que são carta garantida nos eventos da Carol Sampaio?! Elas estavam lá em peso e a gente fingindo costume hahahaha. Só pra vocês terem uma ideia de quem estava lá, vou listar alguns aqui: Antonia Fontenelle, Luana Piovani, Kadu Moliterno, Peróla Faria e muitos outros além de blogueiras famosas como a Jade Seba.

img_3256
Foto: Marcos Ferreira http://www.instagram.com/marcosferreirafotos2/

Aproveito para agradecer a marca Ágatha que foi nossa parceria nos looks desse evento babadeiro!!! Quem quiser ver as lindas peças da marca, dá um pulo na loja virtual: http://www.agatha.com.br/

Resumo da Ópera, a festa foi maravilhosa e eu com certeza estarei nas próximas edições.

E essa semana sai o vlog no canal hein, então fiquem ligados!!!

 

 

Vai viajar?! Então comece sua viagem por aqui!!!

Quando você faz uma reserva aqui pelo blog, eu ganho uma pequena comissão, e você não paga nada a mais por isso, aliás muitas vezes paga até menos usando os descontos que eu consigo para vocês. 

Então reserve sua viagem por aqui e me ajude a continuar produzindo muito conteúdo!!!

ViajaNet

Booking

Seguro Viagem

Viaje de Ônibus

Alugue seu Carro