Economia, Viagens

Por que o Dólar Turismo é mais caro que o comercial?

Ultimamente acompanhamos quase que diariamente a cotação do dólar através dos noticiários. A moeda tem andado bastante inconstante devido ao nosso cenário político econômico e por isso é mais que normal que fiquemos atentos ao dólar, já que ele comanda as transações comerciais internacionais.

dóllar.jpg
Imagem: http://contilnetnoticias.com.br/2016/10/25/dolar-aproxima-se-de-r-310-e-fecha-no-menor-valor-desde-julho-de-2015/

Mesmo acompanhando as oscilações do dólar, quando chegamos a casa de câmbio para comprar a moeda, nos deparamos com uma diferença gritante do que vimos nos meios de comunicação, para o valor que está sendo praticado ali. Isso se dá, pois existe o dólar comercial (que é o que vemos na TV) e o dólar turismo (que é o valor praticado pelo mercado em moeda corrente).

E por que eles têm valores diferentes se estamos falando da mesma moeda? Vou te explicar!

O dólar comercial é o valor base da moeda americana no mercado financeiro. Essa taxa é utilizada em transações comerciais de importação e exportação do Brasil com o Mundo, onde o dinheiro em espécie não é utilizado diretamente.
Já o dólar turismo é o valor base + os custos envolvidos na importação e venda do papel moeda. Por esse motivo quando compramos dólar (ou qualquer outra moeda) pagamos mais caro.
Eu espero ter ajudado vocês a entenderem um pouco mais sobre esse assunto que sempre gera muitas dúvidas!

Se ainda restar alguma dúvida, me perguntem que sabendo responderei com o maior prazer e se não souber buscarei a informação!!!!

dóllar.jpg

Anúncios
Economia

Poupança – Porque não investir!

Vamos começar a falar de investimentos por aqui, e hoje o tema é a já famosa poupança!

Apesar de algumas pessoas já terem percebido que a poupança não é um bom investimento para seu dinheiro, a maioria da população ainda acredita que ela é a melhor maneira de fazer seu dinheiro se multiplicar e isso é um grande engano.

Eu costumo dizer que a poupança é a nova conta corrente, já que ela é uma conta sem taxas, porém com limite de ações (como limite de saques por mês, mas quem hoje em dia saca dinheiro muitas vezes ao mês?). É claro que a poupança tem suas vantagens, ela é simples de administrar e livre de impostos, mas se você continuar insistindo em deixar seu dinheiro nela, ao invés de multiplicá-lo, você irá é perder dinheiro, e vou te listar os motivos!

reais-calculadora
Imagem: http://www.f2br.com

Livre de riscos? Com certeza não!

Muitas pessoas acreditam que a poupança é o investimento mais seguro, que não há riscos, mas eles existem sim.

Se o banco onde você tem sua conta poupança aberta quebrar, ele não te pagará o dinheiro que você tem lá investido, sabia?! Mas para garantir isso existe o FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que lhe devolvera até R$ 250 mil depositados, e além da poupança esse fundo te garante em outros investimentos também, como o CDB, LCA e vários outros que você poderá encontrar aqui: https://www.bcb.gov.br/pre/bc_atende/port/fgc.asp#3. Com isso podemos concluir que a poupança é tão segura quanto alguns tipos de investimentos!!!!

Baixa Rentabilidade

Quando comparada com qualquer outro investimento em renda fixa a poupança costumeiramente perde. Ela rende pela combinação da Taxa TR (Taxa Referencial) com a taxa SELIC (Quando a taxa selic está acima de 8,5% a poupança rende 0,5%, já se a selic estiver abaixo de 8,5% (o que quase nunca acontece), a poupança pagará 70% do valor da selic + a TR). A SELIC é a taxa que comanda os juros no País e por isso é a taxa que está diretamente ligada a economia e automaticamente a todos os investimentos. Sabendo disso é possível imaginar que existem investimentos mais atrativos por aí.

Juros só no aniversário

A Poupança não tem rentabilidade diária, como alguns outros investimentos, os juros só são creditados mensalmente. Assim quem faz um investimento no dia 18 de abril só terá seus juros creditados no dia 18 de maio. E qual a desvantagem disso?

Se você precisar do dinheiro antes da data de aniversário e sacá-lo, não vai receber rendimento nenhum. A segunda desvantagem é que você perde acumulo de dinheiro com os juros compostos, por exemplo: se eu deposito hoje R$100,00 na poupança eu terei no fim de 30 dias (baseado na poupança rendendo 0,5%) R$ 100,50, mas se eu investisse esse mesmo valor em renda fixa na selic, por exemplo, eu teria ao fim de 30 dias o valor de R$ 100,61 (baseado na selic hoje, e já descontados os impostos a serem pagos). Agora projeta isso por 12 meses, 24 meses, 10 anos, gostou do resultado?!

Perda de valor mediante a inflação

Os juros fazem o dinheiro multiplicar e a inflação faz com que ele perca valor. Isso na pratica funciona da seguinte forma: se hoje eu compro um bem com R$ 100,00 por causa da inflação no mês seguinte esse bem pode estar custando R$ 110,00 e o investimento que eu fiz na poupança não me rendeu essa diferença. A poupança normalmente ganha da inflação, mas sempre por muito pouco como, por exemplo, em 2016, que a inflação ficou em 6,29% e a poupança rendeu 8,3%, mas ai quando você desconta a inflação do seu rendimento percebe que sobrou muito pouco de lucro real. E em um cenário pior é possível perder pra inflação como aconteceu em 2015, quando a inflação ficou em 10,67% e a poupança em 8,15%.

O que eu tenho aprendido nesse tempo que tenho buscado mais informações sobre investimentos, é que não é um caminho fácil de seguir, é necessário fazer muitas contas, para saber por qual “estrada” é melhor caminhar. Definitivamente eu descobri pra que serviu tanta matemática no colégio rsrs.

A dica então é pensar muito e calcular bastante onde vale colocar seu valioso dinheiro!

 

 

Economia

5 Dicas para Economizar até nos detalhes!

Você já parou pra pensar que é possível economizar até nos detalhes? Pois é sobre isso que vou falar hoje! Quando você acha que não tem mais como cortar custos, eu venho te dizer que tem sim e da pra fazer isso mudando pequenos hábitos do cotidiano!

http://www.superlistas.net/10-dicas-para-economizar-dinheiro/
Imagem: http://www.superlistas.net

1. Apague as luzes!

Se você sai de algum ambiente e ninguém ficará nesse local, qual o motivo para aquela luz ficar acessa? Então apague! Saiu do quarto, apague a luz, saiu da cozinha apague a luz e aplique isso em todos os cômodos diariamente, isso vai te render uma boa economia na conta de luz!

2. Retire da tomada!

Se o seu celular já carregou, retire da tomada! Se você não vai usar o fogão durante a noite, retire da tomada, se não vai ver televisão por algumas horas (seja por não ter ninguém em casa, ou estar dormindo), retire da tomada!

Retire da tomada tudo que não estiver em uso, isso também vai te fazer economizar uma quantia no fim do mês!

3. Diminua a potência da geladeira!

Durante a noite, quando todos estão dormindo, quem fica abrindo e fechando a geladeira de tempo em tempo? Ninguém né. Então diminua a potência, isso economiza energia. Quando estiver nas estações mais frias, também deixe a geladeira com uma potência menor, ela irá gelar da mesma maneiro, só que garantindo mais alguns reais no seu bolso!

4. Acabe com o desperdício! 

Vou falar especificamente do desperdício alimentício, mas também é cabível a tudo que você venha desperdiçando (água, roupas e etc).

Pare de comprar quantidades excessivas de tudo que está em promoção, é claro que se o preço vale a pena, compre, mas faça uma compra consciente calculando o quanto irá usar antes de tudo estragar. Quando se joga alimento fora, você está jogando dinheiro fora, então pratique o consumo consciente e acabe com o desperdício. Uma dica pra isso, é comprar em promoções semanais, opte por um mercado ou hortifruti próximo a sua casa, que você possa ir a pé, e faça mais de uma visita por semana, sempre para comprar o que está na promoção.

E lembrem-se de quantas pessoas estão passando fome no mundo enquanto você joga alimentos na lata de lixo!

5. Converse sobre dinheiro em família! 

Essa dica é a mais importante de todas! É de extrema importância que todas as pessoas dessa família estejam envolvidas em um único objetivo (nesse caso o de economizar). Já ouviram aquela frase: ” O combinado não sai caro”, pois bem, ela reflete a realidade, se há conversa, há entendimento!

Então falar sobre dinheiro deve ser algo natural em uma família e deve acontecer desde de que as crianças já tenham alguma relação com dinheiro, é preciso que os pais já eduquem seus filhos com discernimento de onde vem o dinheiro e o quanto ele vale!

Economia

Qual o meu custo R$100,00?

Hoje é terça e terça é dia de que aqui no blog? Economia!!!!! Isso mesmo, então “vambora” para mais uma grande dica de economia!

http://economia.culturamix.com

Eu sempre falo de economizar com certa facilidade, pois pra mim é realmente fácil abrir mão de algo momentaneamente pensando em algo maior ou em como eu poderia usar esse dinheiro com coisas que eu julgo mais importantes, mas eu seu que isso não é assim com todo mundo, então é por isso que hoje vai aqui uma só dica que pode fazer toda a diferença quando você pensar em gastar!

A dica é simples e pautada em uma pergunta! Qual o meu custo R$100,00?

Não entendeu?! Espera que eu te explico! Quantas horas eu preciso trabalhar para ganhar 100,00 reais? Pra chegar a essa resposta você precisará saber quanto você recebe por hora trabalhada e para chegar a esse valor você precisará dividir o seu salário (ou rendimento) mensal pelo número de horas que você trabalha no mês.

Vai aqui um exemplo:

Digamos que você receba R$ 2.500,00 por mês e trabalhe 176 horas por mês (44 horas por semana).

2.500,00 / 176 = R$ 14,20 por hora trabalhada.

Agora que você já sabe quanto vale a sua hora de trabalho, você precisa saber quantas horas você precisa trabalhar para chegar a R$100,00 e para isso vamos aplicar a única fórmula que realmente tem serventia depois de anos de matemática na escola (brincadeira rsrs), a regra de três.

1 hora = 14,20

X horas = 100

X = 100/14,20 = 7,04 horas

https://taiangeiras.jusbrasil.com.br/artigos/211992181/descomplicando-a-compensacao-de-jornada-e-o-banco-de-horas

Agora sabemos que para você chegar ao valor de R$ 100,00,você precisará encarar praticamente um dia inteiro de muito estresse, exaustão, dedicação e trabalho árduo. Agora vamos colocar em prática.

Quando você estiver diante de alguma tentação e o seu cérebro tentar te convencer a comprar, seja mais esperto que ele e lembre quantas horas você precisa trabalhar para conseguir atingir o valor daquele produto. Assim quando você estiver diante de um vestido que custa R$ 300,00 você com certeza irá refletir se vale mesmo praticamente 3 dias inteirinhos de trabalho para pagar algo que irá perder o valor no momento em que sair da loja.

Pense como os ricos e seja um deles, eles calculam absolutamente tudo e é por isso que estão na posição em que estão.

Ter o controle sobre suas finanças é essencial para viver uma vida sem privações (as que são realmente importantes)!!!!

Economia

10 Dicas para você economizar muito!

Vou dividir com vocês dicas que eu uso para economizar dinheiro e que me ajudam muito a não ficar no vermelho!

como-economizar-dinheiro
IMAGEM: aprendainvestirdinheiro.com

1. Tenha METAS

Tenha uma meta de curto prazo (trocar os móveis do seu quarto, por exemplo), uma de médio prazo (fazer um intercâmbio, por exemplo) e uma de longo prazo (comprar sua casa, por exemplo). Ter metas te ajuda a poupar, pois toda vez que você pensar em gastar o dinheiro você vai se lembrar que há um objetivo maior e que você não deve usar esse dinheiro.

2. Só compre o que for mesmo NECESSÁRIO

Pense muito, mas muito mesmo se é realmente necessário comprar aquele item, ou se é apenas momentâneo prazer. Não que seja um crime se dar prazeres na vida já que você trabalha tanto, merece não é mesmo, porém lembrem-se de suas METAS, elas sim importam e irão te dar prazer e tranqüilidade.

3. PESQUISE MUITO

Sempre pesquise MUITO o preço das coisas que precisa comprar, até seus maiores desejos devem entrar na dança. Pesquisar é uma ótima ferramenta para economizar uma boa parcela do seu precioso dinheiro.

4. PARE de comprar como consolo

É algo que nós mulheres fazemos com freqüência né, mas a partir de agora PARE. Seja firme e ao invés de comprar que tal DANÇAR?! Isso mesmo, coloque uma música no último volume e dance como se não houvesse amanhã.

5. Compre com DINHEIRO

Se precisar comprar algo vá com o dinheiro contado e sem cartões isso te ajuda a não perder o foco e a não sair comprando tudo que vir pela frente.

6. Peça DESCONTOS

Essa dica está diretamente relacionada a de cima, já que é mais fácil conseguir descontos usando dinheiro. Não tenha vergonha e peça, o máximo que irão lhe falar é não e se aquela peça puder ser substituída por uma em outra loja onde você terá desconto então assim o faça e deixe claro para o vendedor que irá na concorrência pelo desconto, ele pode te odiar, mas dificilmente irá perder a venda.

7. Faça uso dos programas de FIDELIDADE

Se cadastre em todos os programas possíveis de fidelidade e use, troque por descontos e o que mais estiver disponível. Você vai ver no fim de 1 ano quanto economizou com isso. Eu já escrevi sobre um excelente programa de fidelidade que eu vou deixar AQUI para você correr e se inscrever que é GRATUITO!

8. Tenha uma PLANILHA

É necessário ter o controle total das suas finanças! Isso é essencial para você entender para onde vai seu dinheiro e onde você pode economizar mais. Além disso, nessa planilha você pode escrever todos os descontos que teve ao longo no ano e saber exatamente onde investir esse dinheiro. (Mais no futuro vou falar de investimentos financeiros).

9. Escolha entre as opções de LAZER MAIS BARATO

Viaje por exemplo, com milhas e com sistema de hospedagens mais em conta; Saia menos para baladas e mais para parques ao ar livre; Troque a academia por uma corrida e caminha na rua; Use os benefícios do seu cartão de crédito e programas de fidelidade; seja criativo sempre.

10.APAGUE a Luz

Isso mesmo, faça igual ao seu avô fazia (ao menos o meu fazia e muito), quando sair de um ambiente apague a luz, não há necessidade da luz acessa se não tem ninguém lá. E isso serve também para tirar da tomada tudo que não está em uso como o fogão durante a noite, o microondas, a televisão. No fim do mês você verá a economia bem ali na sua conta de luz.

Essas são só algumas dicas que já tenho em prática, e espero que elas lhes ajudem como me ajuda.

Se quiserem ainda posso fazer mais posts assim, o que acham?

Dicas, Viagens

Desafio da Porcentagem!

Eu percebi que o meu post da semana passada sobre juntar dinheiro gerou bastante interesse entre meus leitores ( Se você ainda não leu sobre o desafio das 52 semanas, clique aqui!) e esse retorno de vocês me fez perceber que eu precisava falar mais sobre um assunto que muito me interessa e que interessa a vocês também, que é ECONOMIZAR. E foi por isso que fui à busca de outros desafios para guardar dinheiro.

Hoje eu trouxe o Desafio do 1%, mas que eu resolvi chamar de: Desafio da porcentagem! Eu resolvi mudar o nome desse desafio já que ele não se resume a 1%, ele começa com essa porcentagem, mas vai crescendo gradativamente ao longo dos meses.

O Desafio consiste em juntar dinheiro mensalmente, pelos 12 meses do ano, e a cada mês você juntara uma porcentagem do seu salário. A imagem abaixo ilustrará melhor.

poupar-dinheiro
Imagem: soulmulher.com

Nessa tabela o salário usado como base foi de R$ 880,00 que era o salário mínimo em 2016.

Assim como no outro desafio eu particularmente, claro se fosse possível, faria o processo inverso, juntando da maior porcentagem para a menor e depositando esse dinheiro em uma poupança ou aplicando em alguma aplicação segura que com resgate para o prazo de um ano (mas gente pra fazer aplicação é necessário estudar bastante o tipo de aplicação para não perder dinheiro hein). E claro que se sobrar um pouco mais do seu salário, não vai fazer mal algum depositar uma quantia a mais.

A melhor forma de se conseguir juntar dinheiro é sempre focar em um objetivo maior, algo que você queira muito e que sabe que vai conseguir ao fim do processo, e o melhor sem aquelas parcelas que você segue pagando mesmo depois de já não restar nada do seu investimento. Pense que esse valor do desafio é uma conta a pagar, uma obrigação mensal, pois se deixar para o que sobrar, não vai sobrar nada, já que sempre gastamos com besteiras.

Aproveita que ainda estamos em Janeiro e corre pra aderir a esse desafio!!!

 

 

 

Passeios, Viagens

Planejamento Financeiro da sua Viagem.

Oi galera,

Hoje vamos falar sobre um item que é o principal para a realização de uma viagem: Dinheiro! Afinal, precisamos dele para tudo o que iremos realizar na nossa aventura, né!

planejamento-financeiro-para-viagens
Imagem: pelosnossosolhos.wordpress.com/2015/01/12

Por que fazer um planejamento? Porque assim você saberá quanto e como poderá gastar seu dinheiro.

Quando decidimos viajar sempre escolhemos um lugar que tenhamos vontade de conhecer, normalmente tem a ver com nossa personalidade e gostos, e muitas das vezes quando fazemos um levantamento de custos acabamos optando por um destino mais em conta. Por isso um bom planejamento pode fazer toda a diferença.

Se você gosta de viajar e sonha em conhecer destino caros, que tal juntar todo mês uma quantia e colocar em um poupança ou em uma aplicação que valha a pena? Aí as pessoas dizem, mas é difícil pois sempre tem algo para pagar ou comprar e tal… Não, não é difícil, basta que você defina prioridades. Não compre aquela calça da moda e de grife, só porque ela está na moda, compre uma mais barata e só se estiver precisando; Não saia mais todos os fins de semana, aquele dinheiro que gastaria bebendo por exemplo, pode ir para a poupança; Não use o carro em trajetos que você possa fazer a pé ou que indo de  transporte público sairá mais em conta (nós cariocas da zona norte e Barra por exemplo, temos essa mania de preguiçoso rsrs), além de vários outros gastos que não fazem parte daquela lista obrigatória mensal, assim você conseguirá viajar nas suas férias.

Mas e agora que já paguei as passagens e a hospedagem, como sei quanto vou gastar durante a duração da viagem? Se programe. Delimite o valor que você tem para gastar por dia, por exemplo, se eu quero e posso gastar somente R$ 1.000,00 em uma viagem de 10 dias eu tenho que saber novamente o que é minha prioridade, compras ou conhecimento? Decidido, você saberá que tem R$ 100,00 por dia para alimentação, comprar ou conhecer a cidade por seus pontos turísticos (os mais ou os menos famosos), para se transportar e é claro para a lembrancinha dos familiares e amigos (gente, é lembrancinha mesmo, ninguém tem que ficar chateado, você foi pra se divertir e não pra ficar preocupado com os desejos dos outros, salvo exceções).

Dica 1: Um agente de turismo sempre poderá te orientar em como gastar menos durante a viagem, por isso é sempre bom comprar por uma agência de viagens.

Dica 2: Leve o cartão de crédito, mas só use em caso de emergência. Ninguém gosta de ficar pagando depois de já ter usufruído do passeio. Se for viagem internacional então, o dólar do cartão é sempre muito alto. Lembre -se, cartões de crédito são nossos amigos, mas podem ser nossos piores inimigos!

Dica extra: Sempre que viajo, eu normalmente compro com a agência o City Tour ou faço aquele passeio do ônibus de turismo do local. Esses passeios são para o primeiro ou segundo dia pois com eles você poderá ter um senso de direção. Também sempre que chego a uma nova Cidade gosto de andar pelas redondezas do hotel, assim consigo encontrar padarias, lojinhas com valores bem mais acessíveis dos produtos. Fazendo essas duas coisas sempre consigo me localizar bem e ir a pé para visitar alguns pontos turísticos, mesmo que mais distantes, afinal se eu não estou em uma viagem corrida posso andar e descobrir mais coisas pelo caminho.

Espero que tenham gostado, e acreditem que planejamento é tudo!!!!!

Beijinhos e até a próxima!!!! 😉