São Paulo, Viaje com R$350,00

São Paulo – Roteiro Completo de 2 dias na Terra da Garoa

Mais um Viaje com R$350,00 e o destino dessa vez foi a Capital financeira do Brasil, a terra da Garoa, a Cidade dos sonhos de muitos brasileiros. Chegou a hora de desbravar São Paulo.

Eu já tinha vontade de conhecer São Paulo a muito tempo, mas vinha adiando a muito tempo também, mas resolvi e me desafiei não só a conhecer como a viajar de maneira mega econômica, gastando no máximo R$350,00. Será que dessa vez deu?

Aqui você encontrará:

Sobre São Paulo;

Transporte – Como fui pra lá e como circulei por lá;

Hospedagem;

Alimentação;

Passeios;

Roteiro Detalhado;

Gastos Totais;

Empresas apoiadoras;

Dicas importantes.

Sobre São Paulo

São Paulo, como eu iniciei esse artigo, é a Capital Financeira do Brasil e da América do Sul. É a Cidade brasileira com maior influencia global e tem como frase em seu brasão  algo bem característico da Cidade: “Non ducor, duco” que traduzido do latim significa “Não sou conduzido, conduzo”. Coincidência? Acho que não!!!

A Cidade de São Paulo é a força motriz do nosso País. E não por outras Cidades não terem capacidade de se tornar, mas pelo simples fato de São Paulo querer ser!

São Paulo foi fundada em 1554 por padres jesuítas e tem grande força nacional e internacional quando se trata de cultura, economia e política. Sozinha a Cidade tem o 10º maior PIB do mundo e representa 11% do PIB de todo o nosso País.

Temos que respeitar essa potência nacional, não é mesmo?!

TRANSPORTE – Como fui do Rio de Janeiro à São Paulo e como me locomovi por lá!

Quem já me acompanha pelas redes sociais, se você não já me segue no insta aqui mesmo, viu que fui para Sampa com o aplicativo Buser!

Ainda não conhece o Buser? Nesse link te conto mais sobre ele e ainda te dou um código para você se cadastrar e já ganhar R$10,00 pra começar a viajar!

Paguei na minha passagem R$44,40 ida e volta! Pode acreditar!!! Na ida o ônibus era semi leito e na volta leito!

Obs: Tinha gasto 54,40, porém o ônibus lotou e o rateio ainda ficou R$10,00 mais barato.

Já na Cidade nosso meio de transporte oficial foi o metrô. Vantagens de uma cidade grande é ter uma rede de transporte que atinja a Cidade em quase sua totalidade e aproveitamos disso para economizar. Só precisamos pegar o uber uma vez, na saída do Parque do Ibirapuera, pois o ônibus estava demorando e ficamos com medo de nos atrasar para a volta pra casa.

O metrô lá custa R$4,30, porém é possível que encontre estações cobrando temporariamente R$4,00 por falta de troco. Ou seja, automaticamente eles cumprem a lei baixando o preço sem que você precise argumentar. Como eu queria que no Rio de Janeiro fosse assim :).

Somando toda a minha mobilidade eu gastei nessa viagem: R$92,60

HOSPEDAGEM

Na hora de escolher o lugar pra ficar, precisávamos de algo tipo BLB – Bom, Limpo e Barato, então descobrimos a Rede de The Hostel. Ficamos na unidade da Vila Mariana que é bem perto do metrô e de um terminal de ônibus, além de estar em meio a um comércio que atende as necessidades de um viajante.

É possível encontrar diárias lá a partir de R$44,00 com café da manhã, e um ambiente excelente para recarregar a energia.

ALIMENTAÇÃO

Pra vocês que já me acompanham sabem que aqui está meu maior pecado, a gula, mas é aqui também que consigo enxugar os gastos. Então aproveitei para comer famosas comidas de rua de São Paulo, a exceção do cachorro quente, pois já não havia mais verba, ficou para a próxima!

Comi coxinha, pastel, pizza, comi também em rede de fast-food e a última refeição comi um contra filé com arroz, feijão carioquinha e batata frita que estava uma delícia!!!!

Com alimentação/bebidas, e isso inclui as águas que tive que comprar, eu gastei: R$81,00

PASSEIOS

Todo nosso roteiro foi feito por mim e planejado minuciosamente para que pudéssemos passar pelos principais pontos históricos e de lazer do Paulistano e sem precisar gastar quase nada com isso.

A única coisa que gastamos em nossos passeios foram as passagens, alimentação e compras pessoais.

ROTEIRO DETALHADO

Dia 1- Centro Histórico de São Paulo

  • Catedral da Sé
  • Marco Zero
  • Pateo do Colégio
  • Viaduto do Chá
  • Teatro Municipal
  • CCBB
  • Edifício Altino Arantes – não subimos
  • 25 de Março
  • Mercado Municipal
  • Estação da Luz
  • Pinacoteca
  • Sesc Av. Paulista

Dia 2 – Arte e Lazer

  • Beco do Batman
  • Feira de rua Oscar Freire
  • Bairro da Liberdade
  • Av Paulista
  • Masp – Av. Paulista
  • Monumento às bandeiras
  • Parque do Ibirapuera

GASTOS TOTAIS

Meu custo efetivo total com essa viagem foi R$340,60.

Isso mesmo, mesmo gastando R$60,00 com aquele golpe que sofremos no mercado municipal que contei aqui, eu consegui readequar a viagem e encaixá-la no orçamento.

EMPRESAS APOIADORAS:

O The Hostel foi a empresa apoiadora dessa viagem! Eles ofertaram a hospedagem a mim e a minha irmã e foi muito bom ter ficado lá.

Apesar de não ter pago a hospedagem eu somei o valor desta no custo efetivo total, para provar que mesmo incluindo esse custo quase essencial é possível ficar dentro do orçamento. 

DICAS IMPORTANTES

São Paulo é uma Cidade enorme e a mais populosa do País então imagina quantas pessoas não circulam pelas ruas o tempo inteiro e é por isso que algumas regrinhas de bom senso são obrigatórias por lá. Além disso algumas dicas para não caírem em golpes pela Cidade.

  • Não entre no metrô antes que as pessoas saiam;
  • Ande sempre do seu lado direito deixando a esquerda livre para quem quiser ultrapassar. Isso se aplica a escadas, inclusive rolantes, e nas ruas também;
  • NÃO COMPRE NO MERCADO MUNICIPAL – conto mais nesse artigo! 
  • Não fique encarando as pessoas, não é de bom tom!
  • Seja você mesma (o)!

Valores reais dos dias 29 e 30 de junho de 2019, os mesmos podem sofrer alterações.

Anúncios
Reflexão, Viagens

Felicidade e Liberdade

O que é Liberdade pra você? E felicidade?

IMG_6618.JPG

Eu amo escrever sobre coisas que me inspiram, sejam momentos, sentimentos ou qualquer outra coisa que me faça pulsar.

Estou escrevendo esse texto dentro do taxi, na volta pra casa, depois de uma das palestras mais reflexivas que eu já fui ouvinte em minha vida.

Hoje eu ouvi o historiador, professor, escritor e na minha opinião o filósofo Leandro Karnal.

Há algum tempo eu já venho praticando a aproximação das coisas boas e o afastamento das coisas vis (más), e hoje eu tive mais certeza de que estou no caminho certo. Mas vamos ao tema.

Mais uma vez me peguei a refletir sobre esses dois sentimentos e pude compreender um pouco mais sobre a relatividade deles.

Com certeza como eu sinto e o que eu entendo de felicidade não é o mesmo que você entende e sente, e o mesmo se aplica a liberdade.

Eu me reconscientizei de que Liberdade e felicidade dizem respeito muito mais ao somatório de fatores internos do que externos. Essas duas palavrinhas tão simples tem muito mais haver em como estamos conosco mesmos do que em como o mundo nos vê.

E é preciso que tenhamos essa percepção para que possamos nos internalizar em momentos de autoconhecimento para então sabermos exatamente o que cada coisa representa para nós mesmos.

Quebrar diariamente paradigmas de uma sociedade que por muitas vezes parece viver em uma era arcaica, não só por pessoas de pensamentos retrógrados, mas também por pessoas que reclamam até de uma vírgula fora do que seria ortograficamente correto.

Mas posso lhes afirmar uma coisa, diante da minha mais nova concepção, é que felicidade não é a plenitude e sim momentos de plenitude ao longo da vida e que Liberdade não é estar preso ou não a barreiras físicas e sim estar livre das barreiras psíquicas que nós permitimos que outras pessoas criem para nós e que nós mesmos nos impomos.

E tem um detalhe bem importante: Só da pra saber o que te deixa feliz ou o que te faz sentir livre, quando algo nos causa dor, e é nesse instante em que definimos o que queremos ser.

Como disse Karnal “a dor é um fato, o sofrimento é opcional!”

Então, o que é Felicidade e Liberdade pra você?

E o que isso tem haver com o tema do blog? A resposta é simples: Viajar me faz feliz e me faz me sentir livre!!!