Passeios, Viagens, Videos

Vlog: Museu de Arte do Rio e Passeio na Zona Portuária do Rio

Nesse vlog vou dividir com vocês o passeio que fiz no Museu de Arte do Rio, o MAR, e também na Zona Portuária do Rio de Janeiro.

Espero que gostem desse vlog e me contem quais outros lugares aqui no Rio vocês gostariam de ver aqui e no canal!!!

Anúncios
Passeios, Rio de Janeiro, Viagens

Viagem ao Rio de Janeiro – 11 dicas para economizar.

O Rio de Janeiro hoje é uma das Cidades mais caras do Brasil e até do mundo. O custo de vida por aqui subiu bastante e se ficou caro para o morador que conhece como a Cidade funciona, imagina para o turista que não sabe onde encontrar os melhores preços?! Então é por isso que nesse post eu vou te ajudar a visitar a Cidade Maravilhosa economizando algum dinheiro.

img_4387
1- Aeroporto

A primeira dica é sobre a sua chegada ao Rio de Janeiro. A Cidade tem dois aeroportos como porta de entrada, o Santos Dumont (sigla SDU) que fica na aérea Central da Cidade e o Galeão (sigla GIG) que fica na Ilha do Governador a uns 17 km do centro do Rio. Sabendo disso é possível perceber que o seu tempo de deslocamento para seu hotel, assim como seu gasto nesse deslocamento, serão maiores de você chegar pelo GIG, por isso na hora de comprar sua passagem de avião esteja atento a pequenas diferenças no valor, pois chegar pelo Galeão poderá ser mais barato, mas não compensar quando for pegar um táxi, por exemplo.

Outra dica de aeroporto é nunca comer neles. É extremamente caro comer nos aeroportos do Brasil e aqui então nem se fala, por isso leve um lanchinho.

2- Transporte Público

Eu afirmo aqui que não somos exemplo de transporte público de qualidade para ninguém, porém o metrô atenderá a maior parte dos pontos turísticos a serem visitamos pelos turistas. Então pegue um mapa em uma estação de metrô e trace seu roteiro, faça o máximo que puder de transporte público. Também tem o trem que pode te atender juntamente com o metrô se for visitar lugares como o Parque Madureira, que entrou para o circuito de visita ou a escola de samba Portela. Além desses também tem ônibus que podem te levar aos seus destinos, é só pesquisar bem.

3- Hostel

Os hostels cresceram muito por aqui e com isso a qualidade também melhorou bastante. Então procure por um bom Hostel e se hospede nele, além de pagar bem menos, você ainda fará novas amizades.

4- Bairros alternativos

Saia do circuito Copacabana/Ipanema/Leblon. Procure hospedagem em bairros como Flamengo, Botafogo e até Gloria. Esses bairros também tem metrô e são bem mais baratos de se hospedar.

5- Ande com biscoito e água

Vá a uma casa do biscoito (muito comum por aqui, e não só com esse nome), é uma lojinha pequenina onde vende uma variedade imensa de biscoitos, e compre alguns a seu gosto, além de água. Eles lhe serão muito úteis, já que qualquer lanche na Cidade é muito caro e isso fará você economizar alguns reais. E guarde a garrafinha de água, não é tão comum assim, mas é possível encontrar bebedouros pela Cidade, em museus por exemplo, onde você poderá encher sua garrafinha. Também vale comprar em algum supermercado que não seja o Pão de Açúcar ou o Zona Sul (pois são muito caros rsrs).

6- Faça programas gratuitos

O Rio de Janeiro tem muitos programas gratuitos a oferecer. Praias, Rio Antigo, Parque das Ruínas, Parque Lage e até mesmo alguns museus.

Ontem mesmo saiu um post aqui sobre o Mar, Museu de Arte do Rio, onde eu contei que em um dia da semana ele é gratuito, vai lá conferir nesse link: https://micheleraggio.com.br/2017/07/31/mar-museu-de-arte-do-rio/

É possível visitar muitos lugares aqui no Rio de Janeiro sem pagar nada por isso, ou quase nada.

7- Saara

Não é do deserto do Saara que eu estou falando, e sim de uma região no Centro da Cidade do Rio de Janeiro. Lá você poderá comprar muito pagando bem pouco, inclusive diversos suveniers para você e também para dar de presente.

Só pra vocês terem uma ideia, eu estive lá a duas semanas atrás e fui a uma loja onde o preço máximo de um produto era 3,00 reais. Isso mesmo preço MÁXIMO! Claro que tinha muita coisa inútil, mas também tinha algumas bem úteis.

8- Trilhas

Também é possível visitar pontos turísticos caros e famosos e não pagar quase nada ou nada por isso. Se você gosta da natureza e tem disposição para trilhas que tal subir o Morro da Urca (o primeiro Morro do Pão de Açúcar) pela trilha gratuita? Essa trilha se inicia na Pista Cláudio Coutinho na praia vermelha.

9- Restaurante coma a vontade ou Rodízio

É bem comum aqui no Rio de Janeiro encontramos restaurantes em que podemos comer a vontade pagando um preço fixo ou restaurantes com rodízio. Alimentação em restaurantes por aqui é bem cara e apesar desses dois sistemas terem um preço um pouco mais alto que um self service, por exemplo, você poderá ficar algumas horas lá dentro e comer repetidas vezes e assim talvez fazer apenas uma grande refeição por dia.

10- Feira de São Cristóvão

O pavilhão em São Cristóvão é o mais importante polo Nordestino fora do nordeste do nosso País. Lá é possível escutar música boa (nordestina é claro), ouvir alguns cordéis, estar em contato com muito da cultura nordestina e também comer bem (comida nordestina) pagando relativamente pouco. Dá pra chegar lá de ônibus, mas eu aconselho um táxi, Cabify ou uber, já que a região não favorece muito. Faça uma simulação pelos aplicativos e veja qual fica mais barato.

Se quiser eu tenho um código no Cabify: MICHELECABIFY que vai te dar até 60,00 reais de desconto divididos em até 3 corridas. Baixe o app do Cabify no seu celular.

11- Shoppings

Shoppings não são pontos turísticos, mas por aqui tem muitos. O carioca gosta de um shopping como eu nunca vi rsrs. Nos shoppings você poderá encontrar lugares mais baratos para comer e em alguns deles é possível encontrar alguma programação gratuita rolando, principalmente em época de férias.

Espero que tenham gostado das dicas e posso lhes afirmar que se colocarem ao menos metade delas em prática, irão economizar muito em sua visita ao Rio de Janeiro.

Passeios, Rio de Janeiro, Viagens

MAR – Museu de Arte do Rio

Vou começar te afirmando que poucos lugares no mundo poderão te presentear com uma vista como essa da foto abaixo.


Sabe de onde você tem esse privilégio? Do alto do MAR! Não é de alto mar e sim do terraço do Mar, o Museu de Arte do Rio.

Inaugurado em março de 2013, eu só tive a oportunidade de visitá-lo agora em julho de 2017. Mas nem por isso foi menos especial.


A arquitetura do Museu diz muito sobre a Cidade do Rio de Janeiro. Essa união do moderno com a história acontece diariamente na vida do Carioca. O MAR é composto de dois prédios, um de arquitetura modernista, todo envidraçado e do Palacete Dom João VI que foi inaugurado em 1916 e é tombado pelo município desde 2010.


A visitação começar pelo ultimo andar do prédio novo, no terraço do onde temos aquela vista, e vamos descendo até o térreo passando pelas salas de exposições. As exposições são itinerantes mudando de tempos em tempos, então para saber qual a programação é sempre bom visitar o site do MAR: http://www.museudeartedorio.org.br/

IMG_9532.JPG

O Museu fica muito bem localizado na Praça Mauá, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. Você pode chegar lá indo de trem até a central do Brasil e caminhando pela Av. Marechal Floriano, outra opção é de metrô até a estação Uruguaiana e depois andando até lá, ou então de VLT e saltando na estação Parada dos Museus que fica colada no MAR.

É possível agendar uma visita educativa para grupos e estudantes.


O MAR pode ser visitado de terça a domingo, das 10:00h às 17:00h. O preço da inteira é R$20,00 e R$10,00 a meia, e o melhor é todas as terças feiras a visitação é gratuita.

Também é possível comprar um combo para o MAR e o Museu do Amanhã por R$32,00 a inteira e R$16,00 a meia.

 

Valores atuais retirados do site do MAR. Esses valores podem sofrer alterações a qualquer momento. 

Viagens

Vlog: Visitando o Museu do Amanhã

Estava sumida por aqui e no canal também, mas estou voltando com muito conteúdo, então fiquem ligados!

IMG_4113.JPG

Visitei o Museu do Amanhã com minha irmã e filmei pra dividir com vocês.

Esse Museu fica na praça Mauá aqui no Rio de Janeiro e está novinho em folha. Vale muito a visita. A proposta é nos fazer repensar nossos atos na natureza, que está sendo destruida pouco a pouco por nós.

As terças o Museu tem entrada gratuita, então não tem desculpa pra não ir.

Espero que tenham gostado e aproveitem pra se inscrever no canal!!!!!

 

Passeios, Viagens

Museu do Amanhã – Rio de Janeiro

Oi meus amores,

Hoje vou dar uma folga pra vocês de Nova York, hahaha. Hoje vou falar da Cidade Maravilhosa, meu Rio de Janeiro.

Placas-inteligentes-captam-a-luz-solar-e-transformam-em-energia
Imagem: Marco Sobral

Quem aqui já conheceu o Museu do Amanhã, recém inaugurado, na Praça Mauá no centro do Rio de Janeiro? Eu sei que estou louca para conhecer.

O museu é moderno, mas trata de um assunto que deveria ter sido levado em consideração a milhares de anos atrás. O Museu é voltado para a sustentabilidade e coloca em pauta o futuro da humanidade. O que podemos fazer para termos um mundo mais saudável? Ele foi construído em uma região do Rio que vinha sofrendo com o abandono a muitos e muitos anos. Eu não estou aqui para fazer propaganda política para prefeito algum, mas devemos concordar que o Rio tem evoluído bastante com a administração do Prefeito Eduardo Paes.

Esse Museu veio contribuir educacionalmente para que pessoas de todas as idades possam se conscientizar que cada um de nós deve fazer a sua parte para vivermos em uma Cidade melhor. Nós também  podíamos levar esses exemplos para outras áreas, né, mas aí já é assunto pra outro post.

Ele irá abrigar uma exposição fixa e algumas temporárias, por isso é bom ficar atento à programação, diretamente no site: http://museudoamanha.org.br/pt-br

Além de ser um centro educativo, afinal um museu é sempre um lugar de imersão na cultura, ele tem uma arquitetura belíssima, assinada por um dos maiores arquitetos da era moderna, o espanhol Santiago Calatrava.

Gente pra quem quiser conhecer (em minha opinião deve ser parada obrigatória de cariocas e visitantes) o endereço é: Praça Mauá, 1 – Centro – Rio de Janeiro

Funcionamento: Terça a Domingo de 10h ás 18h (entrada somente até as 17h)

Preços: R$ 10,00 a inteira e R$ 5,00 a meia

Obs: O melhor de tudo é que você pode visitar de graça. As terças a entrada é gratuita.

Eu espero que tenham gostado.

Até a próxima!!!

Diversão, Passeios

Museu Naval do Rio de Janeiro

Oi amores,

Hoje o assunto é museu!!!!

museu
Foto: https://www.mar.mil.br/dphdm/museu/museu.htm

“O Museu Naval, situado em um prédio centenário na Rua Dom Manuel, no Centro do Rio de Janeiro, apresenta a exposição permanente “O Poder Naval na Formação do Brasil”, que ocupa sete salas do pavimento térreo.

O tema destaca a participação do Poder Naval na História do Brasil, a importância que teve na formação do País e nos dias atuais. O descobrimento, a colonização e a maioria das invasões e ameaças vieram do mar. Daí a importância da História Naval brasileira, ainda tão pouco conhecida.

Diversos objetos importantes fazem parte do acervo exposto: modelos navais (maquetes de navios), obras de arte, canhões resgatados de navios naufragados, figuras de proa, medalhas, entre outros objetos.

Tudo isso é mostrado aos visitantes através dos fatos históricos, numa linguagem e contexto contemporâneos, empregando-se também recursos interativos de som e imagem.

No Pátio d’Armas destaca-se o móbile “Aves dos Mares do Brasil”, com 52 pássaros, idealizado para ocupar o vão central do prédio de três andares. No local, pode-se conhecer 12 espécies de aves que sobrevoam os mares do Brasil.

Ao percorrer o Pátio d’Armas, o visitante também poderá estar pisando em uma mina utilizada na Segunda Guerra Mundial ou em um torpedo B-57 de 1894. Esses exemplares estão em grandes vitrines construídas no piso.

No segundo andar do prédio são realizadas exposições temporárias; há também uma Sala de Educação, para receber turmas de escolas. O Museu ainda conta com um auditório, no terceiro andar, para eventos.”

Fonte: Museu Naval – https://www.mar.mil.br/dphdm/museu/museu.htm

Já sabem que eu amo museu e acho que todos valem a visita né.

O Museu Naval fica na Rua Dom Manuel, 15, Praça XV, Centro – Rio de Janeiro – RJ. Funciona de Terça a Domingo, das 12h às 17h e a entrada é franca.

Beijinhos e até a próxima!!!!

Passeios, Viagens

Passeio pelo Centro Histórico do Rio de Janeiro

Oi gente,

Quem me acompanha nas redes sociais pode perceber que ontem fui com meu pai e irmã (só mamy que infelizmente não pode ir) passear no Centro do Rio de Janeiro. Aqui aconteceu a História do nosso País, o Rio foi palco dos maiores acontecimentos do Brasil colônia e também da República. Nenhum Estado no Brasil tem mais História a contar que o Rio de Janeiro.

IMG_6051

Infelizmente o carioca pouco tem interesse em cultura e história, mas se engana quem acha que não tem quem goste. Visitamos 3 Museus em 1 tarde, aqui tem-se a cultura de estar ao ar livre por isso só os Museus e espaços com maiores apelos midiáticos tem um certo movimento que deixa a visita um pouco mais lenta.

Todo mundo conhece o CCBB, na Candelária, mas ao atravessar a rua tem a Casa França – Brasil mas seu movimento em nada lembra o do Centro Cultural Branco do Brasil. Posso garantir que vale a visita, como museu, realmente é pequeno e não acomoda grandes exposições, no momento está a mostra TOMBO, mas a arquitetura do lugar já é uma obra de arte, na varanda, onde você consegue esquecer da agitação de uma grande metrópole, vale perder o tempo e apreciar a vida. Tem também um restaurante, o Crepe Nouveau Art, onde você pode comer crepes sem glúten e sucos de frutas 100% orgânicas.

IMG_6265

IMG_6076
Sanduíche de Pernil com abacaxi, mostarda dijon e lombo e suco de laranja orgânica – Simplesmente maravilhoso – Super Recomendo!!!!

IMG_6079IMG_6163

Andando mais cerca de 50 metros você chega ao Centro Cultural dos Correios, outro lugar pouco visitado mas com uma bagagem histórica intransferível. Atualmente 2 exposições estão nos 3 andares do Centro Cultural dos Correios. A primeira é a  FotoRio 2015 que ficará até 26 de julho e são fotos do Rio de Janeiro pelo olhar de alguns artistas na era moderna e a segunda, e pra mim a mais bonita e especial, A Muito Leal e Heroica Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, são imagens, pinturas e retratos do Brasil colônia, dos séculos XVIII, XIX e você ainda poderá ver a Lei Áurea, assinada pela princesa Isabel, mas corre que ela só ficará até dia 12 desse mês.

IMG_6089 IMG_6260

Andando mais um pouco passamos pelos becos da Travessa do Comércio, ainda com traços do Brasil Colônia, e saímos no Arco dos Teles na praça XV. Por ali chegavam as embarcações com produtos a serem comercializados. E se você é amante de charutos, vai encontrar uma tabacaria que parece estar ali sobrevivente do Rio Antigo.

IMG_6252

IMG_6255

IMG_6248

Atravessando a rua chegamos ao Paço Imperial, onde aconteceu o dia do fico com D. Pedro I dizendo: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico”. O Paço Imperial eu achei pouco conservada em algumas partes, mas lá podemos ver vestígios da antiga casa da moeda que ali funcionava. A principal exposição que está lá é em homenagem a cantora Maria Bethânia, que completa 50 anos de carreira.

IMG_6240 IMG_6246

Todos esses lugares podem ser visitados de maneira gratuita e não é preciso usar o Passaporte dos Museus Cariocas, mas se você tiver conseguido garantir o seu, não deixe de levar para ganhar o carimbo de mais uma visita.

Espero que eu tenha conseguido passar um pouquinho dessa experiência maravilhosa para vocês. Estou louca para o próximo passeio, que tal vocês me darem alguma ideia!!!!

Beijinhos e até a próxima!!!!