Passeios, Restaurantes

Restaurante Dom Zelittu’s – Comida Mineira no Rio de Janeiro.

Em agosto desse ano eu fui com minha irmã e os padrinhos dela a um restaurante de comida mineira bem famoso aqui no estado do Rio de Janeiro, o Dom Zelittu’s.

Eu já havia ouvido falar bastante da qualidade e do preço de lá, mas nunca havia ido pela distância, já que ele é localizado em Itaguaí, um município vizinho da Cidade do Rio de Janeiro. Lá é mais que um restaurante, é quase que um complexo. Tem o restaurante, tem lanchonete, tem lojinhas de souvenires, tem parquinho para as crianças, e muitas outras “atrações”, ou seja, é mais que um lugar para comer é um lugar para passear e passar a tarde.

Fomos almoçar em um sábado e chegamos lá por volta das 11:30 da manhã, pois já sabíamos que chegar ao restaurante depois do meio dia é quase que pedir para aguardar na fila. O restaurante apesar de ser grande e acomodar bastante gente, ele normalmente fica lotado e já ouvi gente falar que esperou mais de uma hora na fila para entrar, então a dica é chegar cedo sempre.

A comida é bem saborosa e tem uma variedade boa. Tem também um ponto de massas que você pode pedir e sua massa é preparada na hora. Eu também me deliciei em um ponto de queijos com uma pequena variedade, mas bem saborosos. O preço é de cerca de R$ 40,00 (preço até o dia 15/10/17) por pessoa com Buffet liberado, nesse valor só não inclui bebidas e sobremesa, mas a comilança é à vontade rsrs.

O ambiente é super legal, limpinho (inclusive o banheiro), o atendimento é bom (nada excepcional, porém agradável), agora os caixas para pagamento são desproporcionais ao tamanho do restaurante. Eu fiquei imaginando como não deve ser um transtorno pagar a conta quando o restaurante está lotado, só não perdemos muito tempo, pois já que chegamos cedo, saímos cedo também.

Então fica aqui uma dica para um bom e barato almoço em família ou sozinho, ou com quem você quiser, mas chegue cedo pra evitar que o seu lazer se torne desagradável.

Maiores Informações: https://www.facebook.com/pg/DomZelittus/about/?ref=page_internal

 

Anúncios
Rio de Janeiro

Restaurante Temático Vikings

Quem me acompanha lá no instagram (quem não me acompanha ainda, segue aqui: https://www.instagram.com/micheleviaja/) sabe que fui com a minha irmã e amigos ao Vikings e então resolvi trazer uma resenha pra vocês.

O Vikings é um restaurante temático, tendo sua primeira unidade inaugurada em 2012 em Nova Iguaçu no Rio de Janeiro. Ele é todo decorado com a temática Viking e especializado na culinária americana.


Fomos à unidade da Tijuca/Maracanã, que fica na R. Almirante João Cândido Brasil, 86 – Maracanã. Esse restaurante fica bem pertinho da Praça Varnhagem, popularmente conhecida como Buxixo, por causa do restaurante Buxixo.

O restaurante não estava muito cheio, acredito que por ser uma quinta feira e já termos chegado por lá por volta das 22:00hrs. O atendimento foi rápido e agradável, aliás o clima todo do restaurante é bem agradável e descontraído. Logo que fomos atendidos, nos ofereceram o Hidromel, uma bebida viking alcoólica fermentada a base de água e mel, eu provei e achei uma delícia.


Para comer nós pedimos o Vikings Special Combo, que vem com costelinhas, anéis de cebola, torradinhas de alho e um franguinho frito, e o Mex Viking combo que vem quesadilla, nachos e bonelles (são uns pedaços de frango desossados).

Estava tudo uma delícia, eu gostei bastante do tempero de todos os itens que eu provei.

O custo médio por pessoa no restaurante é de aproximadamente R$ 60,00 já com bebidas.

Você pode pedir aos garçons os chapéus vikings para tirar fotos, é bem divertido e faz parte da temática do local.

Site do restaurante: http://vikingsbr.com/

Passeios, Rio de Janeiro, Viagens

Viagem ao Rio de Janeiro – 11 dicas para economizar.

O Rio de Janeiro hoje é uma das Cidades mais caras do Brasil e até do mundo. O custo de vida por aqui subiu bastante e se ficou caro para o morador que conhece como a Cidade funciona, imagina para o turista que não sabe onde encontrar os melhores preços?! Então é por isso que nesse post eu vou te ajudar a visitar a Cidade Maravilhosa economizando algum dinheiro.

img_4387
1- Aeroporto

A primeira dica é sobre a sua chegada ao Rio de Janeiro. A Cidade tem dois aeroportos como porta de entrada, o Santos Dumont (sigla SDU) que fica na aérea Central da Cidade e o Galeão (sigla GIG) que fica na Ilha do Governador a uns 17 km do centro do Rio. Sabendo disso é possível perceber que o seu tempo de deslocamento para seu hotel, assim como seu gasto nesse deslocamento, serão maiores de você chegar pelo GIG, por isso na hora de comprar sua passagem de avião esteja atento a pequenas diferenças no valor, pois chegar pelo Galeão poderá ser mais barato, mas não compensar quando for pegar um táxi, por exemplo.

Outra dica de aeroporto é nunca comer neles. É extremamente caro comer nos aeroportos do Brasil e aqui então nem se fala, por isso leve um lanchinho.

2- Transporte Público

Eu afirmo aqui que não somos exemplo de transporte público de qualidade para ninguém, porém o metrô atenderá a maior parte dos pontos turísticos a serem visitamos pelos turistas. Então pegue um mapa em uma estação de metrô e trace seu roteiro, faça o máximo que puder de transporte público. Também tem o trem que pode te atender juntamente com o metrô se for visitar lugares como o Parque Madureira, que entrou para o circuito de visita ou a escola de samba Portela. Além desses também tem ônibus que podem te levar aos seus destinos, é só pesquisar bem.

3- Hostel

Os hostels cresceram muito por aqui e com isso a qualidade também melhorou bastante. Então procure por um bom Hostel e se hospede nele, além de pagar bem menos, você ainda fará novas amizades.

4- Bairros alternativos

Saia do circuito Copacabana/Ipanema/Leblon. Procure hospedagem em bairros como Flamengo, Botafogo e até Gloria. Esses bairros também tem metrô e são bem mais baratos de se hospedar.

5- Ande com biscoito e água

Vá a uma casa do biscoito (muito comum por aqui, e não só com esse nome), é uma lojinha pequenina onde vende uma variedade imensa de biscoitos, e compre alguns a seu gosto, além de água. Eles lhe serão muito úteis, já que qualquer lanche na Cidade é muito caro e isso fará você economizar alguns reais. E guarde a garrafinha de água, não é tão comum assim, mas é possível encontrar bebedouros pela Cidade, em museus por exemplo, onde você poderá encher sua garrafinha. Também vale comprar em algum supermercado que não seja o Pão de Açúcar ou o Zona Sul (pois são muito caros rsrs).

6- Faça programas gratuitos

O Rio de Janeiro tem muitos programas gratuitos a oferecer. Praias, Rio Antigo, Parque das Ruínas, Parque Lage e até mesmo alguns museus.

Ontem mesmo saiu um post aqui sobre o Mar, Museu de Arte do Rio, onde eu contei que em um dia da semana ele é gratuito, vai lá conferir nesse link: https://micheleraggio.com.br/2017/07/31/mar-museu-de-arte-do-rio/

É possível visitar muitos lugares aqui no Rio de Janeiro sem pagar nada por isso, ou quase nada.

7- Saara

Não é do deserto do Saara que eu estou falando, e sim de uma região no Centro da Cidade do Rio de Janeiro. Lá você poderá comprar muito pagando bem pouco, inclusive diversos suveniers para você e também para dar de presente.

Só pra vocês terem uma ideia, eu estive lá a duas semanas atrás e fui a uma loja onde o preço máximo de um produto era 3,00 reais. Isso mesmo preço MÁXIMO! Claro que tinha muita coisa inútil, mas também tinha algumas bem úteis.

8- Trilhas

Também é possível visitar pontos turísticos caros e famosos e não pagar quase nada ou nada por isso. Se você gosta da natureza e tem disposição para trilhas que tal subir o Morro da Urca (o primeiro Morro do Pão de Açúcar) pela trilha gratuita? Essa trilha se inicia na Pista Cláudio Coutinho na praia vermelha.

9- Restaurante coma a vontade ou Rodízio

É bem comum aqui no Rio de Janeiro encontramos restaurantes em que podemos comer a vontade pagando um preço fixo ou restaurantes com rodízio. Alimentação em restaurantes por aqui é bem cara e apesar desses dois sistemas terem um preço um pouco mais alto que um self service, por exemplo, você poderá ficar algumas horas lá dentro e comer repetidas vezes e assim talvez fazer apenas uma grande refeição por dia.

10- Feira de São Cristóvão

O pavilhão em São Cristóvão é o mais importante polo Nordestino fora do nordeste do nosso País. Lá é possível escutar música boa (nordestina é claro), ouvir alguns cordéis, estar em contato com muito da cultura nordestina e também comer bem (comida nordestina) pagando relativamente pouco. Dá pra chegar lá de ônibus, mas eu aconselho um táxi, Cabify ou uber, já que a região não favorece muito. Faça uma simulação pelos aplicativos e veja qual fica mais barato.

Se quiser eu tenho um código no Cabify: MICHELECABIFY que vai te dar até 60,00 reais de desconto divididos em até 3 corridas. Baixe o app do Cabify no seu celular.

11- Shoppings

Shoppings não são pontos turísticos, mas por aqui tem muitos. O carioca gosta de um shopping como eu nunca vi rsrs. Nos shoppings você poderá encontrar lugares mais baratos para comer e em alguns deles é possível encontrar alguma programação gratuita rolando, principalmente em época de férias.

Espero que tenham gostado das dicas e posso lhes afirmar que se colocarem ao menos metade delas em prática, irão economizar muito em sua visita ao Rio de Janeiro.

Sabores, Viagens

Onde comer bem e barato em Málaga na Espanha

Hoje vou dar 5 opções de onde comer bem e barato em Málaga na Espanha. No início tivemos certa dificuldade em encontrar um lugar para comer, por percebemos que os Espanhóis comem de maneira bem diferente da nossa, por exemplo, um prato de Tapas (aperitivos) por de ser um jantar o que para nós seria só um aperitivo. Mas depois de um ou dois dias já estávamos entendendo melhor e procurando mais, por isso vou partilhar alguns desses lugares.

100 Montaditos

IMG_1390.JPG

Esse é o top da lista no quesito preço! Eles são uma rede de fast food espanhola que vendem 100 sabores de mini sanduíches (montaditos). O preço varia de 1 euro à 3,55 euros, mas existe uma promoção as quartas e domingos onde toda a carta de montaditos sai por 1,00 euro. Só posso dizer que é bom demais e que eu viciei nesses montaditos. Eu ia a um restaurante quase todo dia.

Mc Donalds

Eu mesma já falei que Mc Donalds deve ser evitado em viagens, eu sei disso. Eu sei também que eu sempre vou uma vez ao Mc Donalds, pois fico curiosa para provar as diferenças no sabor, mas em Málaga essa é uma das pouquíssimas opções para você tomar café da manhã se não estiver hospedada em um hotel com café da manhã. Como visitantes acordamos mais cedo para aproveitar o dia, não é, mas eles só começam a abrir as lanchonetes, cafeterias e tudo mais depois das 9:00 e o Mc Donalds vai na contramão abrindo mais cedo, então essa é uma ótima e barata (cerca de 2,00 euros pelo café ou chá e um croissant) opção para tomar café da manhã.

Restaurante Italiano Ciao

img_6414.jpg

Se você quer comer em grande quantidade, esse é o lugar. Os Italianos comem muito né, então um prato de massa no Ciao dá pra você comer e levar metade pra casa (e foi isso que fizemos). Os pratos são simples, apenas a massa e um molho, mas o sabor é tão bom que não precisa de mais nada.

Eu comi um Tagliarini com molho de quatro queijos, divinamente deliciosa e paguei só 10,00 euros pelo prato e 2,80 euros por uma taça de vinho (atenção ao refrigerante ou suco que custa 2,00 euros). Beber vinho na Espanha é bem barato!!!

Endereço: Calle Granada, 34, 29015 Málaga, Espanha

Restaurante Garvm

IMG_6181
Insira uma legenda

Se quiser comer algumas das famosas Tapas espanholas, esse é restaurante é uma ótima opção. Comemos uma tábua com 10 tapas quentes (5 tapas diferentes em dupla) por 10,00 euros. A batatinha tinha um molho delicioso e a torrada com jamón era de querer repetir.

Endereço: Calle Alcazabilla, 1, 29015 Málaga, Espanha

Taberna Del Tapeo

IMG_6552

Com um clima intimista e bem freqüentado esse restaurante nos ofereceu momentos de descontração com um bom vinho e ótima comida. Nós pagamos 33,00 euros por dois pratos de entrecôte com batatas frita e uma salada de pimentões, e uma garrafa de vinho tinto espanhol.

Endereço: Calle Alcazabilla, 12, 29015 Málaga, Espanha

Em Málaga têm alguns restaurantes clássicos e mais caros que também merecem a sua visita, mas eu escolhi compartilhar com vocês as opções mais baratas, para mostrar como é possível comer bem gastando pouco.

Rio de Janeiro, Sabores

L’Entrecôte de Paris – Um restaurante pra ficar na sua memória

Quem me acompanha nas redes sociais já teve ter visto que esse ano, nós comemoramos o Dia das Mães antecipadamente, já que eu e minha irmã estamos viajando neste dia. Se você não me segue no instagram e no facebook, esse é um bom momento para fazê-lo e me acompanhar nessa viagem.

No domingo dia 07/05/2017, eu fui com minha mãe, pai e irmã conhecer restaurante L’Entrecôte de Paris no Casa Shopping na Barra da Tijuca. Fomos convidados a apreciar os sabores da França dentro do Rio de Janeiro.

IMG_5857.JPG

O Restaurante é todo ambientado no estilo francês com muito uso do vermelho na parte decorativa. Logo na entrada fomos recebidas pela Hostess que nos encaminhou até o salão. Tão logo nos acomodamos o garçom veio nos atender.

Nos foi servido como entrada um Steak Tartare. Esse prato nada mais é do que uma carne crua, batida e temperada na hora. Mas se você não come carne crua, não se preocupe, não tem gosto de carne. É um prato saborosíssimo, muito bem temperado e com o sabor bem apimentado, então, ela não é aconselhada para quem não gosta de pimenta. Esse prato custa R$ 40,00 e acompanha torradinhas, ele serve bem até 4 pessoas já que se trata só de uma entrada.

IMG_5796.JPG

Logo em seguida nos foi servido a salada que faz parte da dupla que compõem o prato principal. Essa salada é um mix de folhas verdes com tomate cereja e nozes e um molho de iogurte. Essa salada é uma explosão de sabores na boca, não é uma salada sem graça. Esse molho deixa um rastro de sabor maravilhoso na boca e as nozes dão conta de deixar o prato crocante.

IMG_5803.JPG

O L’Entrecôte é um restaurante de um prato só! O conceito do restaurante é servir apenas um prato principal que é o Entrecôte. Esse nome vem do corte da carne, um contra filé.

A especialidade da casa é servir a carne em 6 diferentes tipos de pontos, que vão de um “selado” ao bem passado. No menu clássico (servido aos fim de semanas e feriados e a noite) a carne tem 180g e no menu executivo (servido de segunda a sexta das 12:00h as 15h:30, exceto feriados) a carne tem 150g. Por cima da carne vem um molho (que você pode pedir para vir separado), que é um verdadeiro manjar dos deuses, com o sabor suave, porém bastante marcante esse molho é feito com 21 ingredientes, dentre eles especiarias, e por 4 processos de cozimento, que o deixam com uma coloração amarela e uma consistência cremosa. O molho é secreto e não adianta perguntar que eles só lhe contarão o que estou lhe contando aqui rsrs.  Esse prato também vem com batatas fritas em cortes bem fininhos e muito crocantes. Para os apaixonados por batatas fritas, podem comemorar, pois elas são em sistema de refil, então vale pedir mais, e o molho também pode ser repetido.

XLKN5475.jpg

O Menu executivo tem o valor de R$ 57,80 e o menu clássico tem o valor de R$ 69,90.

Para os vegetarianos o restaurante oferece uma opção de salada, a saison que muda 4 vezes por ano.

Então chegou a cereja do bolo, a hora da sobremesa. Escolhemos o La Surprise au Chocolat (R$ 27,90) que é uma bola de chocolate que derrete quando é jogado mais chocolate em cima revelando assim uma bola de sorvete, essa sobremesa é deliciosa. Também ganhamos a Ópera um delicioso bolinho de creme e chocolate; Essa sobremesa é uma cortesia do restaurante para as mães que almoçarem lá no Dia das Mães.

IMG_5818

Se vocês quer presentear a sua mãe com um almoço no restaurante, é necessário correr para fazer a sua reserva no site (http://www.lentrecotedeparis.com.br), assim você evita fila de espera.

Além de uma ótima escolha para você levar sua mãe para almoçar nesse domingo de Dia das Mães, esse é um maravilhoso restaurante para um jantar a dois, ou em família, ou até mesmo para desfrutar de bons momentos ao lado de amigos de deliciando com essa gastronomia.

Eu adorei o restaurante, o atendimento, e todos os pratos que nos foram servidos. Tudo bastante caprichado e saboroso e com certeza viraremos consumidores ávidos.

IMG_5834

 

Todos os valores são valores em uso até a data deste post (12/05/2017)

 

 

 

 

Rio de Janeiro, Viagens

O que você não pode deixar de fazer na Barra da Tijuca, RJ

Hoje vou falar de um bairro que é simultaneamente amado e odiado pelos cariocas, a Barra da Tijuca.

Essa região do Rio de Janeiro era um lugar ermo até a década de 70, quando começou a se desenvolver e se tornar um dos bairros mais caros da Cidade e acho que isso criou um certo “rancor” para os moradores da Zona Sul do Rio que se sentiram “afrontados” talvez, e um certo frisson nos moradores da Zona Norte que passaram a acreditar que é possível ser rico do nada e ter um bom bairro para lazer mais perto do que os da Zona Sul. Acho que por ter se tornado uma região nobre tão rapidamente, os moradores da Barra ficaram com fama de emergentes, ou novos ricos, mas de uma forma bem pejorativa quando dito pelos “Zona Suleiros” (nem sei se existe essa denominação rsrsrsrs).

Mas vamos falar dos lugares que você não pode deixar de visitar no Bairro.

Praia da Barra

Barra_291108
Imagem: Prefeitura do RJ/Alberto Jacob

Essa é a maior praia da Cidade do Rio de Janeiro. Com 18 km de extensão é fácil encontrar um espaço e uma zona a qual você pertença. Ao longo de toda a praia é possível vislumbrar várias “tribos”, tem área para: surfistas, para quem só quer dar um mergulho, para quem é amante do futevôlei, para quem gosta mesmo é de um Jet ski, para quem quer praticar treinamento funcional, para quem é praticante de kitesurf, e até para quem só quer apreciar o mar batendo nas rochas. As praias costumam ser os lugares mais democráticos aqui do Rio de Janeiro, mas acho que a da Barra ganha de todas as outras nesse quesito também!

Barra Shopping

shoppings-barrashopping
Imagem: Divulgação Barra Shopping

Eu não costumo muito dar dicas de shopping, pois shopping não é ponto turístico, porém se tem uma coisa que carioca gosta tanto quanto praia é um shopping e o da Barra é um dos melhores da Cidade. Nele é possível encontrar grifes e também lojas mais populares, ou seja, tem pra todos os gostos e bolsos. Aqui no Rio as lojas de departamento costumam ficar dentro de shoppings (Zara, C&A, Forever 21 e etc), não são muito comuns lojas assim nas ruas. Então se quiser fazer umas comprinhas por aqui, esse shopping é uma boa opção.

Passeio pelo Bosque da Barra  

BOSQUE_DA_BARRA
Imagem: Catraca Livre

Uma grande área verde em meio aos arranha céus do bairro, o Parque Natural Municipal Bosque da Barra, é uma boa opção para caminhadas e até piqueniques em meio ao caos urbano. Só é preciso verificar os horários de funcionamento, já que o parque fecha. Vou deixar o facebook deles aqui: https://www.facebook.com/pg/Parque-Natural-Municipal-Bosque-da-Barra-261139587417523/about/?ref=page_internal.

Exposição ou Teatro

14_FHA_rs_cidadedasarte3
imagem: http://rioshow.oglobo.globo.com/teatro-e-danca/programacao/cidade-das-artes-2968.aspx

É possível encontrar arte por aqui também. Com quatro salas de teatro é só escolher uma peça em cartaz e mergulhar nesse universo. Tem o Teatro dos Grandes Atores (No shopping Barra Square), o Teatro Bradesco (Shopping Village Mall), Teatro Antônio Fagundes (no CEC da Barra) e o Teatro Nathália Timberg. Também é possível ver alguma exposição que esteja em cartaz na Cidade das Artes (conhecida também como Elefante Branco pelos cariocas) ou uma até alguma peça de teatro também já que lá também tem uma sala (pouco usada, mas tem).

Comer em bons restaurantes

IMG_2748
Olha eu aí no Paris 6 (rsrs)

Tem restaurante para todos os gostos, tem comida Italiana, Brasileira, portuguesa, churrascaria e muito mais. É na Barra que fica um dos restaurantes mais badalados do momento, o Paris 6, onde é possível encontrar um artista durante qualquer refeição.

Sassaricar pela Olegário Maciel

baixo-barra
Imagem: Pedro Teixeira / Agência O Globo

Um baixo Gávea da Barra da Tijuca, essa rua é cheia de bares, restaurantes e baladinhas bem legais de aproveitar. Dá pra passar uma madrugada inteira pulando de bar em bar e curtindo o melhor da cada um. Aqui todas as “tribos” voltam a se encontrar depois de um dia de praia.

Passeios, Sabores

Cota 200 Restaurante – Morro da Urca

Quem me acompanha lá nas redes sociais pode ver que segunda passada foi aniversário do meu pai e que ele escolheu almoçar em um restaurante no Morro da Urca para comemorar mais um ano de vida.


O morro da Urca é o primeiro morro do famoso Pão de Açúcar que é o nome do segundo morro. O restaurante Cota 200, está localizado lá no topo do morro da Urca a mais de 200 metros acima do nível do mar, oferecendo toda a exuberância da beleza do Rio como vista.

O restaurante é relativamente novo no lugar, eu lembro que fui ao Moro da Urca a última vez a cerca de 9 anos e ele não estava lá, mas já tem alguns anos que meu pai desejava conhecer e nós sempre enrolávamos por ter que subir ao morro rsrs. Quem faz reserva no restaurante não paga a subida do bondinho ao primeiro morro e após a refeição basta apresentar os tickets, que lhe foram entregues na subida, para o garçom e ele irá validar a descida.


Subimos e fomos direto para o restaurante que estava vazio, tinha apenas umas 4 mesas ocupadas com poucas pessoas, mas também era segunda –feira.  O restaurante tem um ambiente bem agradável com mesas espaçosas e uma decoração bem  requintada com tons de cinza, branco e preto.

Para a entrada pedimos um Palmito Ecológico assado na casca e gratinado com queijo colonial, acompanhando de uma salada de folhas e flores. Esse prato estava uma delícia, ele vem bem servido com um grande pedaço de palmito em 2 partes com o queijo gratinado por cima e a salada ao centro. O Palmito estava macio e bem saboroso, mas a atenção ficou para o queijo gratinado é saborosíssimo .


Já no prato principal cada um pediu um prato diferente. Minha irmã e mãe pediram uma picanha de sol que estava com uma aparência ótima e segundo elas com o sabor melhor ainda, meu pai pediu um medalhão que me deixou com água na boa de apetitoso que estava (quem me conhece sabe que sou amante de carne vermelha) e eu escolhi um camarão VG grelhado com risoto Zafferano, gran formaggio e tomatinhos confit.

O meu prato estava D-I-V-I-N-O. A única coisa que eu conhecia era o camarão, mas como gosto de provar coisas diferentes, me arrisquei e não me arrependi. O Risoto de Zafferano é um risoto com vinho branco e açafrão, o meu tipo de vinho preferido com um dos meus temperos preferidos, não podia ser melhor. Já o Gran Formaggio é um tipo de queijo que ornava super bem com o prato. Tudo no ponto certo e muito suculento, só faltou um pouco de sal no camarão, para o meu gosto, já que eu gosto de comida um pouco mais salgada.


Para beber nós pedimos um vinho branco da região sul do Brasil, L.A. SAUVIGNON BLANC da safra de 2015, que nos foi indicado pelo garçom como um dos carros chefes da casa, um vinho do qual eles não tem reclamação, e realmente não tivemos o que reclamar.  A carta de vinhos do restaurante é digital e separada por uva, País, tipo de vinho, o que facilita muito a busca pelo vinho perfeito. Quando você abre os detalhes do vinho, vem dizendo a origem, safra, com o tipo de comida que combina, o fabricante, porcentagem de álcool e o preço.


Para a sobremesa, somente eu e minha Irmã dividimos um mouse de chocolate duo com um sorvete de coco. Junto ao sorvete vieram raspas de coco torrado que deu uma leve crocância ao sorvete. O Mouse também estava bem saboroso e contrastava com o doce do sorvete já que era meio amargo.


Agora vocês querem saber no preço né, todo mundo quer saber dessa parte. É claro que para comer assim é necessário dar uma coçadinha no bolso, já que uma refeição dessa não sai por menos de R$ 100,00 por pessoa. Claro que também dá pra gastar menos se não pedir uma garrafa de vinho e se não pedir entrada por exemplo. E se vale o que pagamos? Sim, vale muito, pela vista e pelos sabores.


Depois da refeição ainda ficamos um pouco apreciando o Rio de Janeiro lá de cima, em um dia de turistas ao lado das pessoas que mais amamos, uns aos outros.

 

Sabores

Restaurante – Rota 66

Dia gastronômico por aqui e vou falar de um restaurante que fui já tem um tempinho, o Rota 66. O restaurante é uma rede e eu fui à filial de Ipanema, no Rio de Janeiro.

13873022_1204801752898571_1085543757815457969_n

O Rota 66 é um restaurante de comida mexicana com decoração inspirada na famosa Rota 66 que cruza vários estados Americanos. A decoração não é muito caprichada, mas o ambiente e o atendimento são bem agradáveis.

Como fomos em um grupo, fechamos um cardápio previamente que seria nos servido lá. Esse cardápio era composto de tacos, tortillas, burritos, guacamole e outros itens da gastronomia mexicana. A comida é deliciosa, há um capricho na preparação que vai até a apresentação do prato. Eu provei de tudo um pouco, mas com certeza o meu preferido foi a flauta de camarão. Normalmente quando comemos algo de camarão vem com aqueles camarões pequeninos e com um molho com cheiro de camarão muito do sem graça né, mas esse não! Os camarões são grandes e vem com um creme branco super saboroso, se gosta e não é alérgico pode apostar nesse pedido que não irá se arrepender!!!

13782183_1204804349564978_6414681218137377157_n

13882642_1204804316231648_6769955265465730976_n

13880274_1204804309564982_1330176733254147799_n

O preço não foge muito dos já praticados preços aqui no Rio de Janeiro, como fechamos um cardápio para um grupo, pagamos aproximadamente R$ 80,00 por pessoa e nesse preço já estava incluso bebidas (não alcoólicas) e sobremesa.

Sabores

Restaurante Ki Chopp

Oi gente,

Hoje vou falar um pouquinho de um restaurante que nós aqui em casa adoramos.

O Ki Chopp, que fica na Sulacap, na subida da Estrada do Catonho, tem a melhor picanha do Rio de Janeiro, na minha opinião.

A Picanha é feita na hora, em uma chapa que fica no canto do salão, e os garçons a fazem em fatias fininhas. O prato lá é para 2, 3 ou 4 pessoas, quando estamos em 4 e com muita fome pedimos para 4, mas se não estamos com tanta fome assim pedimos para 3 e serve muito bem. A picanha ainda acompanha arroz, molho a campanha, feijão tropeiro ou salada (ou meio a meio), batata frita e banana frita.

Gente, a refeição sai bem rapidinho e tudo fresquinho, a comida é muito saborosa e bem feita. A picanha é muito macia e de um paladar sem igual. O atendimento é bom e o ambiente é agradável.

Não é tão barato assim, mas em vista a outros lugares e sabores vale muito  pena. Em média uma família de 4 pessoas vai gastar aproximadamente R$ 250,00 com as bebidas e os 10% dos garçons.

Endereço: Rua Fernandes Sampaio, 2, Jardim Sulacap, Rio de Janeiro.

Espero que tenham gostado, beijinhos e até próxima!!!!! 😉