Chile, Videos

Minha mala de mão para o Chile

Demorou muito mais saiu o vídeo da minha mala de mão para o Chile.

Mostrei tudo em detalhes e espero que gostem!!!

 

Comece sua viagem por aqui:

RESERVE SEU HOTEL CLICANDO AQUI.

SAIA DO BRASIL COM A SEGURANÇA DE UM BOM SEGURO VIAGEM.

RESERVE SEU CARRO NESSE LINK.

Chile, Hospedagem

La Casona Hostel – Onde se hospedar em Santiago

Santiago, Capital do Chile, é uma Cidade pequena em área, quando comparada com Cidades Brasileiras, porém com uma população de Cidade grande com mais de 5 milhões de habitantes e talvez por isso seja habitada em todas as partes inclusive na região central, onde nós escolhemos nos hospedar em nossas duas passagens pela Cidade.

IMG_3382

Para nossa primeira passagem por Santiago escolhemos ficar no La Casona Hostel. Esse hostel no bairro Bellas Artes na Rua Almirante Montt, quase na esquina da Rua Monjitas.  É bem próximo ao centro e também bem pertinho da Rua Bella Vista, região de badalação noturna em Santiago.

Como todo centro de Cidade, tem muita gente durante o dia, mas durante a noite essa movimentação reduz, porém essa é uma área onde há alguns prédios residenciais o que causa certa movimentação nas ruas do entorno.

É bom deixarmos claro que em momento algum me senti insegura na Cidade, mesmo andando por lugares não tão cheios durante a noite. Santiago tem alguns problemas como toda grande metrópole, mas é uma Cidade bastante segura.

Ficar nessa região facilitou muito o nosso deslocamento pelo centro turístico, que está basicamente no entorno. Podíamos fazer tudo a pé pelo centro, afinal estávamos a cerca de 500 metros da Plaza de Armas e a pouco mais de 1 km do La Moneda, Palácio do governo.

IMG_4119

UMA BREVE HISTÓRIA DO LA CASONA

O La Casona é um Casarão do ano de 1929 que pertenceu a uma família de muitas posses, a família Aldunate.

Tempos depois a residência foi vendida a uma congregação religiosa que foi proprietária até o ano de 2009 quando venderam aos irmãos Baeza que resolveram realizar ali um antigo sonho de ter uma hospedaria onde pessoas do mundo inteiro pudessem interagir. Surgi assim no ano de 2013 o La Casona Hostel.

SOBRE O HOSTEL

O La Casona é um hostel que atende a todos os tipos de hospedes. Dos que querem gastar bem pouco e dividem habitações compartilhadas, aos que querem pagar um pouco mais (mas não muito mais) para ter a privacidade de um quarto só para si mesma (o).

IMG_3280

As áreas comuns do hostel são bem legais e super bem cuidadas. Uma cozinha onde todos podem cozinhar e economizar com comida que é cara no Chile; Um quintal bem espaçoso a céu aberto que dá vontade de passar os dias de sol; Uma sala de jantar/TV bem legal e colorida onde servem o café da manhã e que as pessoas podem usar para outras refeições, ou ver uma TV ou até mesmo para trabalhar; Uma sala com livros e um ambiente agradável para passar algum tempo do seu dia. Além de outros espaços menores para socialização.

O Hostel disponibiliza WI-FI gratuito e o sinal e velocidade são ótimos, pegava já no portão.

IMG_4121

SOBRE NOSSA TEMPORADA NO LA CASONA HOSTEL

Já ao chegarmos fomos super bem recebidas, em português, já que trabalham brasileiros na recepção e em outras áreas do hostel. Fizeram nosso check in rapidamente, o que foi ótimo já que chegamos tarde e exaustas, e logo nos levaram para o quarto.

Ficamos eu e minha irmã no segundo andar, em uma acomodação compartilhada, com 6 camas, e banheiro privativo. Eu e ela ficamos com um beliche e dormimos, eu em cima e ela embaixo.

O quarto bem arejado com duas portas para duas diferentes varandas, as camas bastante confortáveis e os armários bem espaçosos, o que foi ótimo, pois levamos muita mala e mochila.

Durante nossas 5 noites ali, o quarto sempre teve mais 4 pessoas além de nós duas e como houve algumas chegadas e partidas nesse tempo, conhecemos pessoas maravilhosas ali mesmo sem sair da cama rsrs.

IMG_3656

Se hospedar em hostel e compartilhar quarto te possibilita acima de tudo a conhecer pessoas incríveis, como o casal de Brasileiros que conhecemos lá mesmo na nossa acomodação, que estavam descendo desde Quito – Equador e estavam passando seus últimos dias dessa viagem ali antes de voltar para o Brasil. A bagagem de história que eles traziam era riquíssima e nós pudemos aprender uma pouco mais com o conhecimento deles.

Além desse casal, conhecemos nas áreas comuns, uma mulher de meia idade do Paraná que estava viajando sozinha, pois o marido não gosta e ela não se priva de conhecer os lugares que quer – Baita inspiração!!!

O Café da manhã é bom. A variedade de itens não é grande, mas atende aos padrões de um hostel, e as coisas são de qualidade e saborosas.

IMG_3268

IMG_3273

Outra coisa que foi especial no La Casona foi o atendimento. Como parte dos funcionários são brasileiros, nos sentimos a vontade para falar sem nos preocuparmos com a língua. Todos os funcionários são solícitos e nos ajudam bastante com dicas e informações da região e de toda a Cidade.

Aliás, por indicação deles, comemos uma empanada muito saborosa, bem na esquina da rua do hostel. A empanada era fresquinha e com um preço ótimo, custou 1.300 pesos, o equivalente a mais ou menos R$7,60, o que é barato para os parâmetros chilenos.

Como o La Casona está localizado em uma rua sem saída, o silêncio é um companheiro dele. Com pouca movimentação de veículos e de pessoas é possível descansar sem ser incomodado com os sons de uma Cidade Grande.

IMG_4151.JPG

Para quem quer descansar, pagar um preço justo e estar em uma localização privilegiada o La Casona é o lugar em Santiago perfeito para você.

Para quem quiser consultar valores e saber mais do La Casona Hostel, deixo o site deles aqui: http://www.lacasonahostel.cl/

 

FAÇA SUA VIAGEM POR AQUI!

GARANTA SEU SEGURO VIAGEM AQUI!

ALUGUE SEU CARRO AQUI

 

 

Aviação, Chile

Viagem ao Chile – Como foi voar Latam!

Apesar de algumas pessoas reclamarem, eu gosto da Latam (antiga TAM). Sempre tive experiências agradáveis e não tenho muito do que reclamar e esse foi um dos motivos para comprarmos nossa passagem Brasil x Chile x Brasil pela cia aérea.

IMG_8719
Malas alugadas na Rent a Bag

Passagem comprada, assentos marcados (acho absurdo termos que marcar o assento, não há opção para deixar em aberto, e ainda pagarmos mais um valor pela marcação. Poderiam ser mais camaradas né Latam), dia da viagem e é hora do check in.

Na ida do Rio de Janeiro para Santiago o Check in pelo autoatendimento estava com erro e tivemos que enfrentar uma filinha, já que ninguém conseguia fazer online. Ao fazer o check in no quiche, a atendente já ofereceu para despacharmos a minha mala de mão sem custo extra, como eu e minha irmã já havíamos despachado uma mala mesmo, não custava despachar outra, já aí um primeiro sinal de voo cheio.

SEGURO VIAGEM – GARANTA O SEU

Na volta fizemos o check in pelo autoatendimento no aeroporto de Santiago, aliás éramos obrigados a fazer pelo autoatendimento e depois só entrávamos na fila para despachar a mala. Isso adianta bastante já que assim quem não vai despachar mala, faz o check in e nem entra na fila, vai logo para o setor de embarque!

Tanto na ida quanto na volta o avião era um Airbus 320-200 da cia LAN. Uma aeronave relativamente grande que acomoda 156 passageiros  e é organizada no esquema 3-3 com duas colunas separaras por um corredor tendo 3 poltronas em cada fileira. Tá aí um conceito de grande, mas apertado. Espaço para as pernas quase não havia (mas achei que tinha mais espaço que na Ibéria quando fomos a Espanha, por exemplo), reclinação do banco? ixi bem pouca, entretimento a bordo: somente a revista espanhol/português Vamos, da própria cia e no kit econômica somente uma mantinha e um travesseiro bem basiquinho.

IMG_8764.JPG
Airbus 320 da Latam

No início desse corredor tínhamos um banheiro e no fim do corredor mais dois. Banheiros de tamanho normal com espelho, sabonete líquido e até um hidratante para as mãos.

Na ida deixamos para embarcar depois que a fila havia se dissipado, quando chegamos na porta do havia não havia mais espaço no bagageiro interno para as malas de mão e a minha irmã, assim como alguns outros passageiros, foi obrigada ali mesmo a despachar a mala de mão dela.

Na volta estavam fazendo uma checagem das malas de mão antes do embarque, mas correu tudo bem e teve espaço para todos!

A tripulação era chilena, para os dois trechos. Todo educados, na ida 4 aeromoças, duas em especial mais sociáveis que as outras duas, fazendo imensa questão de serem compreendidas por quem não falava espanhol, sempre falando pausadamente e olhando nos olhos dos passageiros. Na volta 3 aeromoças e 1 comissário, todos bem educados e solícitos!

ALUGUE SEU CARRO AQUI

Na hora do serviço de bordo, nada de jantar, afinal é um voo com previsão de 4 horas aproximadamente,  realmente não precisa de refeição completa, por isso o que nos foi servido foi um sanduíche de queijo com peito de peru e algum creme, bem saboroso por sinal, mas sem outra opção, e para beber podíamos escolher entre refrigerante, suco de laranja ou pêssego, café puro ou com crema e também tinha disponível água. O lanche foi o mesmo nos dois trechos, só o pão da volta que parecia ser integral. Depois passaram uma segunda rodada que continha água, café com ou sem crema e Té (chá em espanhol).

Na ida provamos da água mineral servida no avião, a Vital (marca de água Chilena) e é bem boa. Parecida com a nossa no Brasil! – Já anota essa dica, pois as águas no Chile são bem mineralizadas e podemos sentir diferença ao bebê-las.

Na volta era da marca Crystal Geyser, também Chilena, bem boa também.

Apesar do espaço reduzido, como se preza em uma econômica, o lanche sem muitas opções e a ausência de entretenimento a bordo tive uma experiência boa para ambos os trechos.

GARANTA SUA HOSPEDAGEM

Voos tranquilos de pouca turbulência tanto para ir ao Chile quanto para voltar ao Brasil e o mais importante: on time!