Dicas de Viagem, Mundo, Viagens

CIVP – Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia.

Hoje resolvi abordar esse assunto por aqui já que alguns brasileiros andaram sendo impedidos de viajar pela falta do comprovante de vacinação internacional, a CIVP.

Depois da de alguns casos de febre amarela que apareceram no Brasil no início desse ano, países que nunca exigiram essa vacinação de nós, passaram a exigir e por causa dessa dúvida que pairava no ar, eu e minha irmã nos precavemos e resolvemos emitir nossa carteira internacional de vacinação antes da nossa viagem para a Espanha em maio deste ano. Não que a Espanha estivesse exigindo esse certificado, mas nós preferimos prevenir.

O processo não é burocrático, aliás é bem simples, mas pode ser um pouco demorado.

O primeiro passo a ser tomado é tomar a vacina. Seja de maneira particular ou nos postos de saúde públicos.

Logo em seguida você deve realizar um pré cadastro no site da ANVISA, nesse link: https://viajante.anvisa.gov.br/viajante/index.asp?Cadastro=Cadastro. Podem até falar pra você que não é obrigatório para esse pré cadastro, mas se você não o fizer previamente terá que fazer lá na hora, então pra agilizar o processo é melhor que o faça antes.

Depois basta comparecer a um Centro de Orientação oficial com os documentos necessários (documento original com foto e a carteira nacional de vacinação com a vacina em dia é claro.) e lá será feito e emitido na hora o seu Certificado Internacional de Vacinação.

Para saber o endereço do Centro de Orientação mais próximo de você, basta entrar nesse link: http://www.anvisa.gov.br/hotsite/viajante/centros.pdf e procurar pelo local mais próximo de você no seu Estado. Ah, e uma dica é ligar para confirmar o horário de funcionamento.

E se você quer saber quais Países exigem algum tipo de vacinação, nesse site da OMS você encontrará uma lista completa: http://www.who.int/ith/en/

Anúncios
Dicas de Viagem, Mundo, Viagens

Jet Lag – Como amenizar os efeitos

Quando viajamos para algum lugar com o fuso horário diferente do nosso, sentimos os efeitos dessa mudança, sejam esses sintomas físicos os psicológicos. Esses efeitos são o famoso JET LAG, que muito se fala e pouco se entende.

Resumidamente o Jet Lag é uma fadiga de viagem, e algumas pessoas podem sentir mais do que outras. Isso acontece, pois enquanto estamos sentados naquela poltrona, não tão confortável assim, daquele avião que atravessa um oceano em poucas horas, do lado de fora daquela janelinha também estamos atravessando os fusos horários de Países, Cidades e até de continentes. E não há tempo hábil para o nosso corpo e mente compreender o que está acontecendo e por isso os sintomas mais comuns são sono durante o dia e insônia durante a noite, mas têm alguns outros que podem surgir como: irritação na pele, mudança de humor, inchaço, pequenas e momentâneas falhas de memória, problemas digestivos, dores de cabeça, dificuldade de concentração, aparência de cansaço, entre outros.

Eu sou uma dessas pessoas que mais sofrem com o Jet Lag, provavelmente porquê viajar de avião me causa muito estresse e eu fico sem dormir direito uns 2 dias antes da viagem e também não durmo durante o voo, mas estou aprendendo a usar alguns truques que ajudam muito. Então no post de hoje eu vou te ajudar a diminuir os efeitos desse desconforto com algumas dicas.

Em Madrid com 5 horas de diferença de Fuso

Entrar no Fuso antes de Embarcar

Se você puder já vai tentando entrar no Fuso Horário do destino uns 3 ou mais dias antes do seu embarque. Mude o seu horário de dormir, de se alimentar e vai adaptando suas funções diárias de acordo com o horário do seu destino. Claro que se a diferença for de 15 horas, por exemplo, você não irá fazer isso bruscamente, faça a mudança aos pouco, comece um dia alterando 2 horas, no dia seguinte 4 horas e assim sucessivamente. Quanto antes você começar será melhor.

Evite Bebidas Alcoólicas

O consumo de álcool é um grande problema para o corpo, principalmente nessa situação de viagens. Ele confunde o nosso organismo e vai dificultar ainda mais a sua adaptação ao novo horário.

Beba muita Água

O Jet Lag costuma fazer com que fiquemos desidratados, então beber muita água ajuda a manter nosso corpo em equilíbrio.

Escolha um vôo noturno que chega pela manhã no destino

Conseguir um vôo noturno e que chega pela manhã ao seu destino é uma ótima opção para ajudar a driblar o Jet Lag. E nem pensar em dormir quando chegar tente dormir durante o vôo (eu sei bem o quanto é difícil, mas tente ao cochilar e quando chegar vá aproveitar).

Pratique Exercícios

Que atividade física é bom todo mundo já sabe, mas que ela ajuda o seu corpo a diminuir os sintomas do Jet Lag, eu aposto que poucos sabiam. Há estudos que comprovam que se exercitar ao ar livre ajuda o corpo a se adaptar à medida que permitimos ao nosso corpo o contato com a luz do dia, já que se tem luz nosso cérebro interpreta que é hora de se manter ativo.

Na hora de dormir, evite qualquer contato com luz

Quando for a hora de dormir, apague tudo, absolutamente TUDO! Evite mexer no celular, computador, televisão e qualquer iluminação que possa mandar a mensagem errada para o seu cérebro. Mantenha o ambiente bem escuro para que descanse bem, uma boa noite de sono ajusta tudo.

Em New York com diferença de fuso de 2 horas e vários dias anteriores sem dormir.

 

Espero de verdade ajudar vocês com esse post!

Hospedagem, Viagens

Resort Atlantis The Palm – Dubai

Quem aqui nunca desejou conhecer Dubai? Acho que todo o mundo já desejou isso pelo menos uma vez, né! Também como não desejar conhecer um lugar onde a riqueza está totalmente ligada a excentricidade de seus Sheiks.

Dubai, apesar de não ser o País mais rico dos Emirados Árabes, virou  símbolo de riqueza e de luxo e viajar para lá te garante um status na “society”, mas e que tal viajar para lá e ainda de hospedar em um dos hotéis mais famosos do mundo? O Resort Atlantis The Palm!

atlantis_the_palm_dubai2
Imagem: bestluxuryhotel.net

Esse resort fica naquela ilha artificial em forma de palmeira que é uma das criações mais famosas de Dubai, a Palm Jumeirah.

palmjumeirah
Foto: dzooom.com)

Com o título de maior resort de Dubai, o hotel que teve suas portas abertas em 2008, tem mais de 1.500 quartos com temas náuticos e sua extensão se dá pelo parque aquático aquaventure e pela Nasimi Praia. Além disso, é possível escolher entre 20 restaurantes para fazer sua refeição, se pratica algum esporte pelas quadras esportivas ou aproveita um SPA com academia, ou mesmo se aprecia ávida marinha no aquário ou se mergulha em meio ela.

Se hospedar lá não é tão caro para a magnitude do hotel, estou falando de uma diária de cerca de R$ 1.200,00 para duas pessoas sem café da manhã. Claro que é caro, mas já falei de diárias mais caras por aqui e como falei na frase acima, pela magnitude do resort, não é tão caro quanto achei que fosse.

dubai-449
Foto: meusroteirosdeviagem.com

Também há outras formas de conhecer esse imponente resort, sem precisar se hospedar por lá. Você poderá acessar o hotel se fizer reserva em algum restaurante do complexo ou também, escolhendo algumas das atividades que o hotel oferece.

Não deu mais vontade ainda de conhecer esse País surpreendente?!