Chile

Valle Nevado com a Destino Chile

Hora de vivermos nossa primeira experiência com a Destino Chile e a parada foi Vale Nevado a 3.000 metros de altitude e Farellones.

IMG_3635

A Van passou para nós pegar no La Casona Hostel as 8:10 como combinado com o guia Claudio, uma pessoa incrivelmente agradável. Era uma manhã de outono gelada em Santiago, imagina lá em cima, então vá bem agasalhado, leve luvas e gorro. Saímos e fomos pegando outras pessoas no caminho. A previsão era uma variação de temperatura de -4 graus a 2 graus. Frio né, mas quando chegamos lá estava um pouco mais quentinho, 5 graus rsrs.

O passeio foi em grupo, o que é legal para interagirmos com outras pessoas e dessa maneira os passeios ficam mais em conta também.

Na subida você se deparará com paisagens únicas e de tirar o fôlego. Aliás não são só as paisagens que tiram o fôlego, a altitude também, então não abuse querendo andar rápido ou até correr, pois o corpo leva um tempinho para se acostumar. Essa reação é química e exigir do seu corpo, mais do que ele pode dar pode ter um preço alto e não queremos estragar o passeio!

IMG_3515

Nós até vimos alguns ciclistas subindo de bike, mas o fato é que estão acostumados ! Ah, e beba bastante água também isso ajuda o corpo a se adaptar mais rápido.

Obs: É bom também ter em mãos um remédio para dor de cabeça, de preferência um que você já tenha costume de usar, pois a altitude pode causar alguns desconfortos e um deles pode ser dor de cabeça.

SEGURO VIAGEM – GARANTA O SEU

A estrada que leva a Vale Nevado é bastante sinuosa, são 60 curvas (oficiais como nos contou o guia rsrs) e elas são bem acentuadas (como cotovelos) sendo essas numeradas, as que não tem numeração numa plaquinha amarela com letras pretas não estão nessa contabilidade. Da um medinho hein, mas o Guia Claudio da Destino Chile, nos fez ficarmos tranquilos e apreciarmos a paisagem.  Por isso não é aconselhado que façam esse passeio sem uma empresa especializada como a Destino Chile, pois a segurança deve estar em primeiro lugar.

IMG_3532
El Plomo visto do mirante a caminho do Valle Nevado

Paramos em um mirante, já acima dos 2.000 metros de altitude e de lá já pudemos ver o único ponto com neve em meio aquele pedaço da Cordilheira. O pico El Plomo, é o mais alto pico da Cordilheira visto de Santiago. Ele tem 5.434 metros de altitude e neve eterna em algumas partes.

Já a 3.000 metros de altitude o clima é incrível. Saltamos do carro e o Claudio fez questão de nos mostrar dois mirantes onde podemos tirar boas fotos.

Com um pouco de resiliência e paciência é possível ir até um pouco mais alto experimentando sensações diferentes e ficar maravilhada (o) com o cenário a sua vista! É para parar e apreciar as maravilhas do lugar!

Valle Nevado é conhecido por ser um centro de ski e claro que esse só funciona quando há neve. Porém o acesso a montanha é pública então independente de estar indo ou não praticar algum esporte poderá andar por ali e se encantar com o lugar. Existem também outros esportes que podem ser feitos lá fora de época, mas é preciso ver a programação.

IMG_3621
El Plomo visto do Valle Nevado

Depois de muito aproveitar por alí, que mesmo sem neve rendeu momentos especiais, nossa segunda parada foi mais embaixo, em Farellones que significa em língua nativa paredão de pedra,  onde fizemos uma visita panorâmica e paramos para almoçar no Hotel Ski Chile Farellones.

O almoço estava bem saboroso, eu comi um salmão com purê de batata e legumes salteados. O preço, um pouco caro, cerca de R$100,00 (16.500 pesos) com um refrigerante e os 10% de serviço.

IMG_3550
Do alto de mais de 3.000 metros

Em Farellones é possível se divertir em um parque de neve, mas como as atividades precisam da neve a maioria só funciona durante o inverno.

Depois do almoço partimos para um tour panorâmico por El Colorado, que está mais acima de Farellones. O Guia Claudio nos passou algumas informações bem legais, como, por exemplo, para quem quer esquiar, em El Colorado tem um centro de ski que é bem mais barato do que esquiar em Valle Nevado. E ainda tem dias da semana em que fazem promoções do tipo 2 por 1 (duas pessoas esquiam pelo preço de uma), então anota essa dica!!!!

ALUGUE SEU CARRO AQUI

Nossa quarta visita, essa também panorâmica foi La Parva. Mais ao alto de El Colorado, La Parva é conhecida como a Suíça Chilena. Não há hotéis e nem restaurantes, é apenas o reduto da Classe Rica Chilena que tem casa na região ou aluga por temporada.

Na descida ainda tivemos o prazer de ver uma raposa e apreciar a dia partindo e dando espaço para a noite.

Depois desse dia incrível nas alturas, literalmente, voltamos a Santiago chegando por volta das 17:00 aproximadamente.

IMG_3612
A felicidade simplesmente te acomete!

Sem sombra de dúvidas o que deixa nossas experiências mais incríveis são as pessoas que encontramos pelo caminho. E a Destino Chile tem os profissionais mais incríveis!

Obrigada, Destino Chile, por fazer parte da nossa viagem deixando ela ainda mais especial!

GARANTA SUA HOSPEDAGEM

Anúncios
Aviação, Chile

Viagem ao Chile – Como foi voar Latam!

Apesar de algumas pessoas reclamarem, eu gosto da Latam (antiga TAM). Sempre tive experiências agradáveis e não tenho muito do que reclamar e esse foi um dos motivos para comprarmos nossa passagem Brasil x Chile x Brasil pela cia aérea.

IMG_8719
Malas alugadas na Rent a Bag

Passagem comprada, assentos marcados (acho absurdo termos que marcar o assento, não há opção para deixar em aberto, e ainda pagarmos mais um valor pela marcação. Poderiam ser mais camaradas né Latam), dia da viagem e é hora do check in.

Na ida do Rio de Janeiro para Santiago o Check in pelo autoatendimento estava com erro e tivemos que enfrentar uma filinha, já que ninguém conseguia fazer online. Ao fazer o check in no quiche, a atendente já ofereceu para despacharmos a minha mala de mão sem custo extra, como eu e minha irmã já havíamos despachado uma mala mesmo, não custava despachar outra, já aí um primeiro sinal de voo cheio.

SEGURO VIAGEM – GARANTA O SEU

Na volta fizemos o check in pelo autoatendimento no aeroporto de Santiago, aliás éramos obrigados a fazer pelo autoatendimento e depois só entrávamos na fila para despachar a mala. Isso adianta bastante já que assim quem não vai despachar mala, faz o check in e nem entra na fila, vai logo para o setor de embarque!

Tanto na ida quanto na volta o avião era um Airbus 320-200 da cia LAN. Uma aeronave relativamente grande que acomoda 156 passageiros  e é organizada no esquema 3-3 com duas colunas separaras por um corredor tendo 3 poltronas em cada fileira. Tá aí um conceito de grande, mas apertado. Espaço para as pernas quase não havia (mas achei que tinha mais espaço que na Ibéria quando fomos a Espanha, por exemplo), reclinação do banco? ixi bem pouca, entretimento a bordo: somente a revista espanhol/português Vamos, da própria cia e no kit econômica somente uma mantinha e um travesseiro bem basiquinho.

IMG_8764.JPG
Airbus 320 da Latam

No início desse corredor tínhamos um banheiro e no fim do corredor mais dois. Banheiros de tamanho normal com espelho, sabonete líquido e até um hidratante para as mãos.

Na ida deixamos para embarcar depois que a fila havia se dissipado, quando chegamos na porta do havia não havia mais espaço no bagageiro interno para as malas de mão e a minha irmã, assim como alguns outros passageiros, foi obrigada ali mesmo a despachar a mala de mão dela.

Na volta estavam fazendo uma checagem das malas de mão antes do embarque, mas correu tudo bem e teve espaço para todos!

A tripulação era chilena, para os dois trechos. Todo educados, na ida 4 aeromoças, duas em especial mais sociáveis que as outras duas, fazendo imensa questão de serem compreendidas por quem não falava espanhol, sempre falando pausadamente e olhando nos olhos dos passageiros. Na volta 3 aeromoças e 1 comissário, todos bem educados e solícitos!

ALUGUE SEU CARRO AQUI

Na hora do serviço de bordo, nada de jantar, afinal é um voo com previsão de 4 horas aproximadamente,  realmente não precisa de refeição completa, por isso o que nos foi servido foi um sanduíche de queijo com peito de peru e algum creme, bem saboroso por sinal, mas sem outra opção, e para beber podíamos escolher entre refrigerante, suco de laranja ou pêssego, café puro ou com crema e também tinha disponível água. O lanche foi o mesmo nos dois trechos, só o pão da volta que parecia ser integral. Depois passaram uma segunda rodada que continha água, café com ou sem crema e Té (chá em espanhol).

Na ida provamos da água mineral servida no avião, a Vital (marca de água Chilena) e é bem boa. Parecida com a nossa no Brasil! – Já anota essa dica, pois as águas no Chile são bem mineralizadas e podemos sentir diferença ao bebê-las.

Na volta era da marca Crystal Geyser, também Chilena, bem boa também.

Apesar do espaço reduzido, como se preza em uma econômica, o lanche sem muitas opções e a ausência de entretenimento a bordo tive uma experiência boa para ambos os trechos.

GARANTA SUA HOSPEDAGEM

Voos tranquilos de pouca turbulência tanto para ir ao Chile quanto para voltar ao Brasil e o mais importante: on time!