Dicas, Viagens

Voando Iberia – Minha experiência com a Cia Aérea

Hoje vou falar de como foi minha experiência voando Ibéria.

Alguns de vocês já devem saber que essa não é das melhores cias aéreas que temos em atividade no mundo. A Ibéria é a Cia mais barata para voarmos a Europa, porém coleciona má fama no meio por causa do seu atendimento por parte dos comissários, pelo pouco espaço dentro de seus aviões e por até bem pouco tempo atrás não ter um entretenimento de qualidade a bordo, então eu já me preparei para uma viagem de péssima qualidade.

A330-carreteo-02
Imagem: http://www.melhorembarque.com.br

Meu voo saiu do Rio de Janeiro com destino a Madrid, na Espanha, as 19:05. Aqui no aeroporto Internacional do Rio o guichê de despacho de mala e check in da Cia é o último do terminal de embarque, então a gente anda muito já ali. Depois desse primeiro passo andamos demais até o portão de embarque que estava destinado a esse voo, claro que como o aeroporto mudou e isso faz com que andemos mais, mas o voo saiu de um dos últimos portões.

Já no avião pude perceber que realmente os espaços na classe econômica conseguem ser mais econômicos que o normal. É extremamente apertado e na coluna do meio as fileiras tem 4 assentos e não 3 como normalmente encontrado nos aviões da Latam. Não sei se essa diferença se dá pelo tipo de avião também, já que dessa vez viajamos em um Airbus e sempre viajei de Boeing.

Entretenimento a bordo pra mim é extremamente importante, principalmente em uma viagem de 10 horas, pois eu não consigo dormir, então preciso me ocupar com algo. O conteúdo de filmes, séries e até jogos é bem interessante e atual. Consegui assistir filmes que acabaram de sair do cinema como o filme Fragmentado.

Logo que levantamos voo, minha irmã começou a passar mal, com bastante dor de cabeça e nosso kit com remédios estava todo na mala despachada, então precisei pedir a um comissário. Apesar de ter mais de um voo por dia entre Brasil x Espanha, ninguém ali falava português, apenas espanhol e um inglês bem enrolado. Pedimos então um remédio e eles só tinham Paracetamol, até aí tudo bem, o problema foi na demora em trazer, quase 30 minutos, até a farmácia onde costumo pedir os remédios aqui de casa entrega em menos tempo. O jantar foi servido em meio a uma fraca, mas chata turbulência que levou cerca de 2 horas para acabar, isso causou um certo enjôo em mim e na minha irmã, e não conseguimos comer muito, o sabor também não contribuiu. Após algumas horas minha irmã seguiu passando mal e nós solicitamos o atendimento dos comissários pelo painel de entretenimento, naquele momento uma senhora a nossa frente também solicitou, as luzes de atenção a eles se acenderam, e estamos aguardando o atendimento até agora. Eles passavam ao nosso lado, nós chamávamos e éramos completamente ignoradas, nós duas e a senhora na nossa frente. Cansei de esperar, desistimos de pedir outro comprimido, e então fui até o final do avião solicitar água, que me foi servida de má vontade como se eu estivesse atrapalhando algo.  Na hora do café da manhã eles serviram toda a comida dentro de uma caixinha, que para algumas pessoas (como para a mulher ao meu lado), não era entregue em mãos e sim arremessada em cima da mesinha. As bebidas foram servidas logo atrás, mas somente bebidas geladas, o café mesmo só passou depois que já tínhamos acabado de comer.

flights-airlines--pantallas-iberia--620x300
Imagem: http://www.tripsta.co.uk/airlines/iberia-cheap-flights

Chegamos a Madrid já pela manhã e nosso vôo a Málaga só aconteceria no fim daquela tarde então aproveitamos para ir ao centro de Madrid como eu contei aqui e aqui. O vôo para Málaga foi operado pela Air Nostrum, essa Cia é da Ibéria, é a Ibéria regional. O avião era bem menor, mas até que confortável, porém como era um vôo de uma hora nada de alimentos e bebidas estavam inclusos no trajeto, nem mesmo água, tudo era pago e também o avião não contava com um sistema de entretenimento. A equipe tinha apenas 2 comissárias de bordo que foram bastante simpáticas durante todo o percurso.

Para a nossa volta tínhamos mais trechos que para a ida (Málaga X Madrid X São Paulo x Rio de Janeiro), então sabíamos que seria uma viagem ainda mais cansativa e estressante, porém para nossa surpresa o voo de Madrid para São Paulo contou com uma equipe bem mais agradável e atenciosa, além de não ter tido nenhuma turbulência sequer. Apenas a minha TV que não estava funcionando, mas por sorte não tinha uma pessoa sentada ao meu lado então eu usei a TV do vizinho rsrs. O nosso voo de São Paulo para o Rio de Janeiro seria operado pela LaTam, então eu já estava bem mais tranqüila quanto ao atendimento e em nada me decepcionei, pelo contrário até me surpreendi, pois não sabia que em um voo tão curto eu teria um sistema de entretenimento a bordo para assistir filmes.

Se eu voaria novamente Ibéria? Sim, se a diferença de valor for grande, mas se diferença for pouca com certeza escolheria outra Cia Aérea.

Anúncios
Viagens

Dicas para se sair bem na Imigração!

Quem nunca ficou tenso só de ouvir a palavra Imigração? Pois é, sempre que vamos viajar para um País estrangeiro precisamos obrigatoriamente passar pela imigração desse País, e isso pode ser um problema. Mas nesse post eu vou te ajudar com dicas para que você passe tranquilamente por esse momento da sua viagem.

5246726364_0121691ed3_b-1-620x413
foto: divulgação U.S. Customs and Border Protection
  • Seu passaporte deve ter pelo menos 6 meses de validade a partir da data de sua viagem. Alguns Países não aceitam passaporte com validade menor e se você só perceber isso na Imigração pode ser tarde demais!
  • Verifique se o País de destino exige que o visitante esteja em dia com alguma vacina. Existem Países que exigem vacina contra Febre Amarela, por exemplo, e você deve levar o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia. Fique atento também ao prazo para a vacinação, contra a febre amarela, por exemplo, deve-se vacinar com pelo menos 10 dias de antecedência da sua viagem.
  • Se o seu voo tem conexões, verifique se existe alguma documentação exigida pelo País de conexão. A ausência dessa documentação pode fazer você, caro viajante, a perder o seu voo para o destino original e pode até culminar na sua volta pra casa antecipadamente, então Fique Atento!
  • Tenha um seguro saúde de viagem, diversos Países ao redor do mundo exigem um seguro saúde internacional e mesmo para os que não exigem é sempre bom ter um. Eu falei os motivos de se ter um seguro saúde de viagem aqui nesse post!
  • Viaje com o montante de pelo menos U$80,00 por dia/por pessoa da estadia, para provar que tem dinheiro suficiente para se sustentar durante sua viagem, claro que esse valor não deve ultrapassar o limite da receita federal brasileira, ou então você poderá responder por evasão de divisas, preste atenção a isso!
  • Leve em mãos a passagem de saída do País de destino e também voucher de hospedagem do hotel em que vai ficar, caso fique hospedado na casa de alguém, peça ao dono da casa para fazer uma carta convite assinada para que você possa apresentar uma cópia na imigração caso seja necessário.
  • Não faça muito barulho ou demonstre inquietude durante a fila da imigração, os oficiais migratórios podem ficar atentos a um comportamento inadequado.
  • Seja Simpático! Não é pra escancarar um sorriso, mas um sorriso sincero e simpatia cotam a favor
  • Vá sozinho ao balcão de imigração, só vá acompanhado caso alguém mais com você divida toda a documentação ou, seja menor de idade.
  • É normal se o oficial começar a lhe fazer perguntas e caso você não consiga entender e nem responder tem o direito de solicitar um intérprete.

Essas dicas ajudam bastante a passar pela imigração de maneira tranqüila, mas se ainda assim você for barrado saiba que tem o direito de saber o motivo de não poder entrar no País e tem também direito a um intérprete, a ligar para um representante da embaixada ou consulado brasileiro, enquanto estiver “preso” tem também direito a se alimentar, beber água, acesso ao banheiro e a meios de comunicação, além de só poder ficar retido por no máximo 48 horas.

Tomem os cuidados necessários, façam as malas e Boa Viagem!!!

 

Viagens

Como viajar de avião com seu Pet!

Sei que deixei vocês não mão ontem já que não teve post aqui no blog, mas foi por uma boa razão. Foi aniversário do meu pai e passeio o dia dedicado a ele, e já que saímos para almoçar em um restaurante bem legal, podem esperar que vai ter post aqui sobre esse passeio que fizemos ontem. Agora vamos ao post de hoje, você tem animalzinho de estimação, vai viajar de avião e quer levar seu pet? Vem que hoje vou esclarecer algumas dúvidas!!!

thinkstockphotos-89791623
Imagem: Thinkstock

Eu quero levar meu pet comigo na cabine, eu posso?

Sim, você pode! Mas isso depende das regras individuais de cada Cia aérea. Algumas companhias têm limite de peso do animal em 10 kg, já outras não deixam muito claro esse limite. Então leia atentamente as restrições de cada Cia para escolher a que lhe atende melhor!

Eu preciso de alguma documentação?

Sim! Esses documentos devem ser emitidos por um médico veterinário com registro, depois de uma avaliação no seu pet. Para viagens nacionais é necessário carteira de vacinação atualizada e de tratamento com vermífugo, já para viagens internacionais  é exigido o Certificado Zoossanitário Internacional que só pode ser emitido por um médico veterinário do Ministério da Agricultura, que você encontra nos aeroportos internacionais. Se o animal for silvestre, aí será necessária a autorização emitida pelo IBAMA. Além de todos esses cuidados, você ainda deve verificar as exigências do País de destino, pois alguns Países exigem ainda outros documentos.

Eu preciso de uma caixa de transporte?

Com certeza! Esse é um item muito importante e que é de total responsabilidade do proprietário. A caixinha deve ter dimensões bem confortáveis para seu animalzinho, ela deve permitir que o pet dê um giro de 360° em torno de si mesmo. A caixa deve ter abertura para ventilação, de material rígido que agüente impactos, o piso deve absorver urina e fezes, a tranca deve ser bem segura para evitar fuga e na parte de fora da caixa de maneira visível deve ter nome, endereço e telefone do proprietário. Mesmo que esse animal esteja na cabine com você ou despachado no bagageiro. O que nos leva a próxima questão!

thinkstockphotos-522521147
Imagem: Thinkstock

Como é a viagem no compartimento de carga?

Não é tão ruim assim! Claro que seu animal pode até ficar mais agitado por estar sozinho, por isso é ideal que você o treine para isso, mas lá no compartimento de carga ela vai até ter mais espaço par acomodo da caixa. O compartimento de carga também é pressurizado e climatizado assim como a cabine. Não pense também que eles serão jogados lá como as malas, não é assim que funciona. Eles serão levados por último para o compartimento e sairão primeiro, tudo isso por um funcionário da Cia.

Eu preciso de cão-guia, como faço?

Você deve avisar a Cia aérea com antecedência e o seu amigo de todas as horas vai viajar ao seu lado na coleira, normalmente. Além de avisar a Cia e ter os documentos do animal, você também precisará de um atestando médico informando sua condição e a necessidade de um cão guia.

Depois de tomar os devidos cuidados é só escolher a Cia que se encaixa melhor com você e seu amigo e seguir viagem!